sábado, 29 de março de 2008

São Paulo na dúvida: forçar ou não cartões amarelos?

Time tem oito pendurados com dois cartões amarelos e quer não quer perder jogadores nas semifinais

Marcius Azevedo - Jornal da Tarde

Rogério Ceni é um dos 'pendurados' do time

Arquivo/AE

Rogério Ceni é um dos 'pendurados' do time

SÃO PAULO - Forçar ou não forçar o terceiro cartão amarelo? O São Paulo irá levar esta dúvida para o jogo contra o Bragantino, domingo, em Bragança Paulista, pelo Campeonato Paulista. A equipe do técnico Muricy Ramalho tem oito jogadores pendurados com dois amarelos.


Quem for advertido irá cumprir na última partida da fase de classificação, quando o time tricolor, que pode até se classificar nesta rodada, enfrenta o Juventus, no Estádio do Morumbi. Caso contrário, os pendurados correm o risco de ficar fora no primeiro jogo da semifinal.

"É difícil você pedir para o jogador forçar o cartão, eu não gosto disso. De repente, ele força o amarelo e, em outro lance, acaba expulso", afirmou Muricy. "Eu prefiro não falar nada. Aí o cara esquece. Só não pode levar cartão bobo, ficar na frente da bola, reclamar com o árbitro."

Dos oito pendurados, cinco serão titulares: o goleiro Rogério Ceni, o meia Jorge Wagner, o atacante Borges e os volantes Zé Luís e Richarlyson. O meia Carlos Alberto ainda tem chance de começar o jogo contra o Bragantino. Já o atacante Aloísio, outro que tem dois amarelos, fica no banco de reservas, enquanto o zagueiro Juninho pára por quatro semanas e desfalca o time.

SÓ CLASSIFICAR
Muricy admitiu poupar os pendurados apenas se o São Paulo conseguir se garantir na semifinal na rodada do final de semana. "Nossa situação não permite tirar ninguém neste momento. Precisamos vencer o Bragantino." "Até gostaria de poupar um ou outro, mas não posso. Agora se conseguirmos nossa classificação aí vou pensar nisso".

Além dos cartões, o desgaste também preocupa o treinador. O primeiro da lista é Jorge Wagner.

VOLTA LOGO
O zagueiro Juninho, que sofreu um entorse no joelho esquerdo na partida contra o Sertãozinho, na quinta, no Morumbi, fez um exame de ressonância magnética e sofreu apenas uma pequena lesão no ligamento colateral medial. Segundo o departamento médico do São Paulo, ele poderá voltar em aproximadamente um mês. Juninho já iniciou inclusive o tratamento no Reffis.

Palmeiras quer a vitória para garantir sua classificação

Equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo encara o São Caetano, que joga para 'cumprir tabela'

Juliano Costa - Jornal da Tarde


Luxemburgo mantém a cautela, mas Palmeiras é o favorito ao título, até para Pintado

Arquivo/AE

Luxemburgo mantém a cautela, mas Palmeiras é o favorito ao título, até para Pintado

SÃO PAULO - Uma simples vitória sobre o São Caetano, neste sábado, às 16 horas, no Palestra, garante o Palmeiras nas semifinais do Campeonato Paulista com uma rodada de antecedência. O jogo terá acompanhamento online do estadao.com.br.


Com uma série de 11 jogos sem perder, sendo sete vitórias consecutivas nas últimas rodadas, o Palmeiras já é apontado como o favorito ao título por muita gente - incluindo o técnico adversário, Pintado.

Vanderlei Luxemburgo mantém o discurso de que "não há nada conquistado ainda", mas sabe que uma semifinal histórica com o São Paulo está a caminho. Esperto, o técnico até joga o favoritismo para o rival. "Aquela vitória de 4 a 1 é enganosa. O São Paulo poderia ter vencido aquele jogo se o Adriano marcasse o segundo gol quando estava 1 a 1. Eles têm uma ótima estrutura, uma base experiente e um técnico [Muricy Ramalho] de qualidade."

Cauteloso, o treinador alviverde lembra ainda que duas derrotas nessas últimas rodadas tirariam o Palmeiras do torneio. Por isso, para confirmar a classificação neste sábado, ele confia em mais uma boa atuação de Valdivia, que completa 70 jogos pelo Palmeiras (com 16 gols).

As boas jogadas do Mago convenceram Luxemburgo a apontá-lo como o melhor jogador em atividade no Brasil. O chileno é também o principal "garoto-propaganda" do estilo ofensivo do time de Luxa - um 4-4-2 com dois meias e dois atacantes, formação bem diferente do 3-6-1 defensivo adotado por Caio Júnior, ano passado. O raciocínio do treinador é o seguinte: "Eu prefiro fazer o Valdivia voltar para marcar a tentar ensinar futebol para quem não sabe jogar."

Pendurado com dois amarelos, o Mago pode tomar hoje o terceiro para entrar ‘zerado’ nas semifinais. Ele cumpriria suspensão contra o Barueri, na última rodada. Luxemburgo não pode contar com o zagueiro Gustavo e o volante Léo Lima, suspensos. Henrique e Martinez voltam ao time.

PERIGOSO
O técnico do Palmeiras classificou o São Caetano como "um time sempre perigoso." Lembrou com carinho da amizade com o técnico do Azulão, Pintado, que foi seu jogador no Bragantino, em 1990. Mas admitiu que o maior obstáculo para o Palmeiras, hoje, pode ser novamente o gramado. "O campo não está bom. Já falei bastante disso e não adianta falar mais. O fato é que está ruim."

Para desespero de Luxemburgo, já está sendo montado (atrás do gol das piscinas) o palco para mais dois shows de rock, que acontecerão no próximo final de semana. Os ingleses Rod Stewart e Ozzy Osbourne arrastarão milhares de fãs. O gramado vai sofrer.

Como alento, resta a Luxemburgo a certeza de que a torcida estará novamente em peso, hoje, apoiando o time. Até esta sexta-feira, 22 mil ingressos já haviam sido vendidos. Restam cinco mil. "É legal ver a torcida acreditando na gente. Contra a Portuguesa, o gol saiu só nos acréscimos e ninguém tinha ido embora. Todos ficaram até o final, torcendo."

SÃO CAETANO
Sem chances de classificação ou rebaixamento, o Azulão joga hoje para cumprir tabela. Vai entrar fechado no 3-5-2 e o técnico Pintado não tem dúvidas em apontar o Palmeiras como o melhor time da atualidade e favorito ao título paulista. "É o melhor time, está apresentando o futebol mais competitivo e tem o melhor treinador do Brasil. Deve ser o campeão", disse Pintado.

sexta-feira, 28 de março de 2008

Ronaldinho fora da Olimpíada

O técnico Dunga decidiu que não levará astro a Pequim, mesmo que o Barcelona o libere

Sílvio Barsetti, Londres

Se contar com o meia Kaká nos Jogos de Pequim já parece missão praticamente impossível para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), por causa da posição firme do Milan em vetar sua liberação, um outro jogador de renome internacional vai ficar fora da lista da Olimpíada por outros motivos. O técnico Dunga já decidiu que não levará o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho, em má fase, para a disputa, nem que haja sinal verde do Barcelona.

Dunga não fala abertamente sobre o assunto, mas, para a comissão técnica e os assessores da presidência da CBF, Ronaldinho anda em baixa. As informações sobre seu comportamento na Espanha têm desagradado ao treinador. Ele não se dedica nos treinos como antigamente, mostra falta de profissionalismo fora de campo e um certo desinteresse em defender a seleção. Dunga nem o chamou para o amistoso de anteontem, contra a Suécia. Na convocação, duas semanas atrás, justificou a medida ao dizer que precisa dele em forma para os jogos das Eliminatórias.

E os próximos compromissos do Brasil para a fase classificatória do Mundial de 2010 serão em junho, quando a seleção atuará contra Paraguai, no dia 15, e Argentina, no dia 18. Ronaldinho, até pouco tempo um jogador indispensável para a equipe, corre o risco de ficar ausente da lista dos dois confrontos. Ele pode dar a volta por cima, se mudar a imagem que a própria imprensa espanhola criou: a de que gosta em demasia da vida noturna e se deixa prejudicar nas atividades do clube.

Se voltar a jogar bem e se destacar no Barcelona, estará nas convocações para as Eliminatórias, que terão jogos até o fim do ano que vem. Mas, em relação à Olimpíada, não há a menor possibilidade de defender o Brasil.

Depois dos dois amistosos neste início de ano, com vitória sobre Irlanda e Suécia por 1 a 0, Dunga já tem pelo menos nove nomes certos para a relação dos 18 que terá de levar à China, em agosto, em busca da inédita medalha de ouro do Brasil no futebol, em Olimpíadas.

Os laterais Rafinha e Marcelo, os volantes Hernanes e Lucas, os meias Thiago Neves e Diego e os atacantes Rafael Sóbis, Anderson e Alexandre Pato já podem se considerar em Pequim. A CBF conseguiu, após aval da Fifa, que no dia 22 de junho a seleção olímpica realize um amistoso. Ainda não se sabe o adversário. O local, por conta de a maioria dos atletas preferidos de Dunga jogar na Europa, pode ser novamente Londres.

Romário cria confusão sobre sua aposentadoria

Jogador diz a jornal que tinha decido parar, mas muda de idéia e fala á TV que ainda aguarda proposta

Redação

Romário marcou até o momento 1.002 gols

Arquivo/AE - 14/02/2008

Romário marcou até o momento 1.002 gols

SÃO PAULO - O atacante Romário agitou o noticiário esportivo nesta sexta-feira ao criar uma confusão sobre sua aposentadoria. Depois de dizer que tinha pendurado as chuteiras, o jogador de 42 anos voltou atrás e afirmou que ainda aguarda uma proposta para retornar ao futebol - seu vínculo com o Vasco termina neste domingo, dia 30.

Em entrevista ao jornal O Dia, Romário disse que tinha decido parar. "Não jogo mais. Não tenho mais condições. Desde novembro eu não jogo". No entanto, o Baixinho, assim conhecido, afirmou à TV Globo que não se aposentou. "Estou esperando uma proposta. Mas por enquanto, que parei de jogar, terei de fazer outra coisa."

Ainda ao diário carioca, Romário, que começou a jogar profissionalmente no Vasco, em 1985, disse que pretende deixar o futebol da mesma maneira que começou, sem alarde. "Ah, mas eu sempre quis terminar como comecei: sem que ninguém percebesse. Dizia que, quando menos esperassem, eu já teria parado."

Peça fundamental na conquista do tetracampeonato com a seleção brasileira em 1994, Romário estendeu a sua carreira como jogador para chegar ao principal objetivo: os mil gols. A marca foi obtida em 20 de maio de 2007, na vitória do Vasco sobre o Sport Recife por 3 a 1, pelo Brasileirão - até agora, ele marcou 1.002 gols.

O feito rendeu uma estátua a Romário em São Januário. Homenagem esta promovida pelo presidente Eurico Miranda, a quem o atacante chama carinhosamente de "pai no futebol".

No entanto, a relação entre os dois ficou estremecida quando o presidente tentou interferir na escalação do Vasco, no começo de fevereiro. Romário tinha acumulado a função de jogador e técnico do clube, mas apenas comandou a equipe fora das quatro linhas por estar suspenso por 120 dias devido ao uso de um remédio contra queda de cabelo, o que acabou dando positivo no antidoping.

Depois que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) reduziu a pena pelo doping, o jogador já estava fora do Vasco, Romário não entra campo desde novembro de 2007, quando enfrentou o Inter, pelo Brasileirão. O Flamengo fez proposta para contratar o atacante, mas as negociações não evoluíram. Romário preferiu deixar o gramado na surdina, com o Vasco como o seu último clube.

Agora, o Baixinho quer curtir sua aposentadoria e depois retornar ao futebol, mas em outro seguimento. Romário quer ajudar na realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Ele, inclusive, esteve na Fifa junto com a delegação brasileira no dia da oficialização.

quinta-feira, 27 de março de 2008

Elogiado por Dunga, Alexandre Pato dedica gol à namorada

Atacante brasileiro marca no segundo tempo e homenageia Sthefany Brito ao formar um coração com as mãos

Sílvio Barsetti - O Estado de S. Paulo

Pato declarou o seu amor para Sthefany Brito

Efe

Pato declarou o seu amor para Sthefany Brito

LONDRES - O golaço de Alexandre Pato foi festejado por seu fã-clube no Emirates Stadium, em Londres, após a vitória do Brasil sobre a Suécia, por 1 a 0, nesta quarta-feira. Mas apenas uma personagem recebeu homenagem do jovem astro do Milan e da seleção brasileira: Sthefany Brito, atriz da TV Globo e sua namorada desde o ano passado. Os dois já planejam casamento, mas ainda não marcaram data.

"O gol foi para a Sthefany", disse Pato, que comemorou fazendo um coração com as mãos no ar, gesto característico nos últimos jogos. "As coisas estão acontecendo muito rapidamente na minha vida, tenho consciência de que preciso manter os pés no chão."

Pato, de apenas 18 anos, não poderia ter estreado melhor pela seleção principal. O belo gol lhe rendeu aplausos dos 60 mil presentes no estádio do Arsenal. "Não desisti da jogada e aproveitei o erro do goleiro. Tive uma boa estréia e encontrei uma grande família na seleção, aos poucos vou mostrando meu trabalho", admitiu o atacante. "Estou feliz com tudo o que tem acontecido em minha vida, e agradeço o apoio da família."

Apoio, também, não lhe falta por parte de Dunga, que rasgou elogios ao seu desempenho após a vitória por 1 a 0 sobre a Suécia. "Conheço o Pato das categorias de base. Além da qualidade técnica, ele tem aplicação tática e perseverança", comentou o treinador da seleção.

Dunga fez referência à pressão de Pato sobre o goleiro sueco, que resultou na recuperação da bola e no gol. "Ele tem tudo para se tornar um craque, ele só jogou 40 vezes na vida", lembrou o treinador. "É importante o atacante fazer um gol, ainda mais quando está estreando."

Enquanto isso, o atacante agradeceu os elogios, mas disse que ainda não pode ser considerado um ídolo. "Estou apenas começando", avisou Pato, negando qualquer comparação com astros como Ronaldo. "O Ronaldo é o fenômeno, é o grande."

Após assumir liderança, Palmeiras agora sonha com recordes

Há 11 jogos sem ser derrotado, clube constrói nova série invicta sob comando de Vanderlei Luxemburgo

Redação

Luxa está animado com rendimento do time

José Patricio/AE

Luxa está animado com rendimento do time

SÃO PAULO - A boa fase do Palmeiras tem animado não só os jogadores, como também dirigentes e torcedores. Com a vitória sobre a Portuguesa por 1 a 0, o clube assumiu a liderança do Campeonato Paulista e ficou muito próximo da classificação às semifinais. Além disso, o alviverde completou 11 jogos sem derrota e igualou a marca alcançada por Tite em 2006, no comando da equipe no Campeonato Brasileiro.

Se vencer o São Caetano neste sábado, no Palestra Itália, o Palmeiras não só carimbará o seu passaporte para as semifinais do Paulistão como alcançará a oitava vitória seguida, ultrapassando as marcas dos técnicos Celso Roth, em 2001, e Leão, em 2006 - cada um com sete vitórias. De quebra, chegará ao 12.º jogo invicto e igualará o feito do técnico Marco Aurélio, em 2000.

O recorde de invencibilidade, no entanto, ainda está longe de ser batido. Ele pertence ao próprio técnico Vanderlei Luxemburgo, que em 1996 completou 24 partidas sem perder, além de obter 21 vitórias seguidas.

Apesar dos bons números e do favoritismo no Paulistão, Luxemburgo pede calma aos jogadores e diz que a festa só pode acontecer depois da conquista do título. O treinador acredita que o Palmeiras ainda pode oscilar e não desempenhar um bom futebol como nos últimos jogos.

"Ainda falta muita coisa e não vamos desviar o foco do nosso objetivo. Agora, uma vitória como essa [sobre a Portuguesa] mostra que estamos no caminho. O time está se ajustando e acertando cada vez mais", explica o técnico, que torce para o Guaratinguetá não vencer o Mirassol nesta quinta para o Palmeiras continuar na liderança.

terça-feira, 25 de março de 2008

Marcelinho Paraíba agride homem em discoteca em Berlim

Atacante do Wolfsburg arranja confusão em casa noturna e acerta garrafada na cabeça de alemão de 44 anos

Efe

Estrela do Wolfsburg, Marcelinho Paraíba se mete em confusão em discoteca em Berlim

Fabian Bimmer/AP

Estrela do Wolfsburg, Marcelinho Paraíba se mete em confusão em discoteca em Berlim

BERLIM - O brasileiro Marcelinho Paraíba, atacante do Wolfsburg, foi pivô de uma agressão em uma discoteca em Berlim. Ele chegou até a atacou um dos clientes do local com uma garrafa de cerveja, informou nesta terça-feira o jornal alemão Bild. A confusão aconteceu na madrugada de domingo para segunda-feira.

Segundo o diário alemão, Ingo H., de 44 anos, provocou o brasileiro com alguns empurrões nas costas e logo Marcelinho acertou um soco no peito do alemão.

Após uma cena de intimidação entre os envolvidos, Ingo H. Foi ao banheiro e quando estava saindo do local topou com o brasileiro na saída da casa noturna. Foi aí que depois de uma troca de ofensas, Marcelinho acertou a cabeça da vítima com uma garrafa de cerveja.

Ingo H. fez um boletim de ocorrência após o ocorrido. Marcelinho se defende dizendo que foi provocado e que houve sim uma briga entre os dois, mas que negou o fato da garrafada.

Ronaldinho precisa de abraços para atuar bem, diz Silvinho

Compatriota e companheiro de clube afirma que falta de afeto se reflete no desempenho do meia-atacante

Reuters

Em má fase e triste, Ronaldinho Gaúcho treina junto com seus companheiros no Barcelona

Xavier Bertral/EFE

Em má fase e triste, Ronaldinho Gaúcho treina junto com seus companheiros no Barcelona

BARCELONA - Ronaldinho Gaúcho precisa de um pouco de afeto do restante do elenco para voltar a jogar em sua melhor forma no Barcelona, segundo o companheiro de equipe e compatriota Silvinho.

"Ronnie precisa do nosso apoio e afeto", disse o lateral-esquerdo nesta terça-feira. "Ele precisa da gente para sentir que estamos do seu lado, e para que a gente dê um abraço nele", afirmou.

"Nós precisamos que ele volte o quanto antes possível, porque ele é um jogador muito importante para a gente", acrescentou.

Ronaldinho vive uma temporada marcada por lesões e problemas físicos, tendo jogado como titular em apenas 13 dos 29 jogos da equipe no Campeonato Espanhol.

Kléber pega 3 jogos de suspensão por agressão a André Dias

Palmeiras consegue 'vitória' no tribunal ao dizer que o atacante não teve intenção de dar cotovelada no rival

Redação

Kléber está fora da fase classificatória do Paulista

Arquivo/AE

Kléber está fora da fase classificatória do Paulista

SÃO PAULO - O atacante Kleber, do Palmeiras, foi condenado nesta segunda-feira em julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) e terá de cumprir três jogos de suspensão pela agressão ao zagueiro André Dias, do São Paulo, em clássico ocorrido no último dia 16, em Ribeirão Preto, vencido pelo time de Palestra Itália por 4 a 1, pelo Paulistão.

Apesar da punição, o resultado do julgamento foi uma vitória do departamento jurídico do Palmeiras, que conseguiu desqualificar o artigo do Código Brasileiro no qual o jogador estava sendo acusado (253, agressão) para um mais brando (255, ato hostil) - se fosse julgado por agressão, Kléber pegaria de 120 a 540 dias de suspensão.

Em seu depoimento, Kléber explicou que não teve a intenção de agredir o jogador do São Paulo e que até pediu desculpas após o jogo. No lance, o jogador do Palmeiras acabou acertando uma cotovelada em André Dias ao tentar disputar uma bola área. O jogador são-paulino teve de receber sete pontos no supercílio.

Desta forma, Kleber não defenderá mais o Palmeiras na fase classificatória do Paulistão - ele só volta nas semifinais. O clube disputará mais três jogos antes do encerramento da primeira fase, contra Portuguesa, São Caetano e Grêmio Barueri. Quem deve ganhar uma chance para começar como titular é Denílson.

JORGE WAGNER NO TRIBUNAL

Quem também terá de enfrentar o tribunal por causa do clássico é o São Paulo. A Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva confirmou que denunciará Jorge Wagner por dar uma joelhada em Valdivia no final do jogo em Ribeirão Preto. Se for enquadrado no artigo 253, o são-paulino poderá levar 540 dias de gancho.

segunda-feira, 24 de março de 2008

Dentinho sabia: uma hora a defesa do Rio Claro iria falhar

Atacante do Corinthians foi alertado por Mano Menezes durante o jogo de domingo e aproveitou a chance

Tercio David - estadao.com.br

Dentinho sofreu com a forte marcação do Rio Claro, mas marcou o seu nono gol no ano

Hélvio Romero/AE

Dentinho sofreu com a forte marcação do Rio Claro, mas marcou o seu nono gol no ano

SÃO PAULO - A zaga do lanterna Rio Claro se mostrou uma barreira quase intransponível para o Corinthians neste domingo. Mas, como quase quem não queira nada, Dentinho soube aproveitar uma bobeada de Dão - que perdeu o tempo da bola depois de um chutão de um defensor corintiano - e deu a vitória ao time do Parque São Jorge por 1 a 0.


"O Mano [Menezes] falou que era para eu ficar mais ligado no jogo que uma hora a bola ia sobrar. Apesar da zaga deles ser muito boa, uma hora eles iriam errar. Foi o que aconteceu, e aí tive calma para fazer", comentou Dentinho, ainda no gramado do Morumbi.

Dentinho começou jogando como meia, mas tem atuado no Corinthians como atacante. Com isto, os gols apareceram e o jogador já soma nove na temporada, é o artilheiro do time em 2008. "O professor sempre me deu a opção de fazer a movimentação que eu quisesse em campo para poder jogar tanto no meio como no ataque. Posso também cair por qualquer lado do campo e isso acaba confundido a marcação e abrindo espaços", analisou.

O desempenho de Dentinho, tanto na partida contra o Rio Claro, quando nas outras partidas do Corinthians têm encantado quem joga do outro lado do gramado, o goleiro Felipe. "Mesmo quando o time não está num dia bom ele tem feito os gols. Gostaria de ter mais jogadores assim no time, que mesmo em dia ruim faz o seu", disse o camisa 1. "Espero que a boa fase dele continue tanto no Paulista, quanto na Copa do Brasil e no Brasileiro."

Emerson Leão: 'É tudo ou nada contra o Corinthians'

Técnico ironiza matemáticos e diz que Santos tem chances de ganhar os últimos três jogos e se classificar

Redação

Leão vai cobrar garra contra o Corinthians

Evelson de Freitas/AE

Leão vai cobrar garra contra o Corinthians

SÃO PAULO - Depois de ganhar do Guaratinguetá e conquistar a quarta vitória seguida no Campeonato Paulista, o técnico Emerson Leão já concentra a atenção no clássico desta quarta-feira entre Santos e Corinthians, na Vila Belmiro, pela 17.ª rodada do Estadual.


Para o treinador, a partida será decisiva para as pretensões do Santos, que precisa vencer os últimos três jogos para se classificar. "É tudo ou nada na quarta-feira. Se não tivesse a vitória contra o Guaratinguetá, o clássico seria um amistoso."

Leão ironizou os matemáticos, que praticamente descartaram o Santos como rival na briga pelas semifinais. "Eles vão ter de refazer todas as contas. Agora temos dois jogos na Vila e um fora. Dá para ganhar os três e se classificar."

Além do Corinthians, o Santos enfrenta o Rio Claro, fora de casa, e a Ponte Preta, na Vila. "A lição que está ficando para o time neste campeonato é que é possível. Mas isto só está acontecendo por que acreditamos que era possível."

Para o duelo contra o Corinthians, Leão poderá contar com os retornos do atacante Kleber Pereira, que volta de suspensão, e do lateral-direito Denis, recuperado de lesão. Em contrapartida, ele não terá Rodrigo Souto, que recebeu o 3.º amarelo contra o Guará.

sábado, 22 de março de 2008

Miranda ainda é dúvida para o jogo de domingo

Jogador levou uma pancada durante a partida contra o Sportivo Luqueño, pela Libertadores

Redação

Miranda disputa a bola durante a partida contra o Sportivo Luqueño; dúvida para o Paulistão

Arquivo/AE

Miranda disputa a bola durante a partida contra o Sportivo Luqueño; dúvida para o Paulistão

SÃO PAULO - O zagueiro Miranda ainda é dúvida para o jogo que o São Paulo faz contra o Guarani, domingo, em Campinas, pelo Campeonato Paulista. Ele levou uma pancada na cabeça, durante o empate com o Sportivo Luqueño, na quinta-feira, no Paraguai, pela Libertadores, e ainda será reavaliado pelos médicos do clube.

Ainda no Paraguai, Miranda foi levado para um hospital e fez uma tomografia computadorizada. Nada foi constatado, mas o fato do zagueiro ter tido lapsos de memória preocupa os médicos são-paulinos.

Miranda pensou que estava em outra cidade e enfrentando um adversário bem diferente. "Estamos na Argentina, né? O jogo é contra o Boca?", questionou o zagueiro depois da pancada recebida na cabeça.

O comportamento de Miranda no treino deste sábado será fundamental para definir sua escalação no domingo. Nesta sexta-feira, ele fez um exame complementar de ressonância magnética, já em São Paulo.

De qualquer maneira, o técnico Muricy Ramalho espera contar com Miranda, pois já não terá Juninho, suspenso, e não pode escalar Alex e Alex Silva, outros dois zagueiros do elenco, ambos lesionados. Assim, os volantes Zé Luís e Richarlyson são opções de improvisação para a zaga, caso ele precise.

DESFALQUE CERTO
O volante Fábio Santos continua fora da equipe do São Paulo na partida contra o Guarani, domingo, em Campinas. O jogador foi liberado pelo departamento médico para treinar nesta sexta-feira, mas terá que trabalhar fisicamente antes de ficar à disposição do técnico Muricy Ramalho.

Palmeiras tenta manter embalo contra o Paulista

Há oito jogos sem perder no Paulistão, vice-líder busca vitória para ficar mais perto da vaga na semifinal

Daniel Akstein Batista - O Estado de S. Paulo

Clima no Palmeiras é tão bom que jogadores se divertem em treino desta sexta-feira

Hélvio Romero/AE

Clima no Palmeiras é tão bom que jogadores se divertem em treino desta sexta-feira

SÃO PAULO - O Palmeiras está há oito jogos sem perder noCampeonato Paulista. Vem de uma seqüências de quatro triunfos consecutivos, incluindo dois clássicos, contra Corinthians e São Paulo. Goleou, inclusive, o rival são-paulino na última rodada, por 4 a 1. Por tudo isso, os palmeirenses são vice-líderes do Paulistão, com 28 pontos, e querem a vitória neste sábado, contra o Paulista, a partir das 18h10, em Jundiaí, para ficar mais perto da vaga na semifinal, a quatro rodadas para o término da primeira fase do campeonato.

O técnico Vanderlei Luxemburgo não se cansa de dizer que seu time ainda está em formação. Mas uma coisa ele não pode negar: o ambiente no Palestra Itália nunca esteve tão descontraído nesta temporada. Além da boa fase do Palmeiras, o zagueiro Henrique teve nesta sexta-feira mais um ótimo motivo para estampar o sorriso no rosto, já que ele foi convocado para a seleção brasileira que na quarta-feira enfrenta a Suécia, em Londres, para a vaga do contundido Juan (Roma).

"Fiquei sabendo no vestiário [após o treino] e fiquei surpreso", disse o zagueiro palmeirense de 21 anos, que veio do Coritiba no início do ano. "Foi o Fábio [Finelli, assessor de imprensa do clube] que me contou. Tomei um susto, perguntei cinco vezes se era verdade."



Henrique sempre manifestou desejo de defender a seleção brasileira. Com idade para jogar a Olimpíada de Pequim, queria mostrar um bom futebol no Palmeiras para conseguir uma maior visibilidade. Conseguiu. "Fico feliz que o professor Dunga tenha lembrado de mim. Estou fazendo um bom trabalho aqui", afirmou o zagueiro.

O bom momento de Henrique reflete também o ambiente em que o Palmeiras se encontra. O experiente goleiro Marcos, que já viveu altos e baixos nos seus mais de 10 anos de carreira, concorda que fazia tempo que o time não vivia uma fase tão boa. "Pensamento de time grande é para ser campeão", avisou.



Marcos vive o momento favorável, mas, assim como Luxemburgo, evita a euforia. "O Palmeiras tem condição de ser campeão, mas não é por causa de uma vitória que isso vai acontecer. Uma vacilada agora pode nos deixar fora do campeonato", alertou o goleiro e capitão palmeirense. "E todos estão colocando a gente como favoritos, o que anima mais o adversário a jogar bem contra o Palmeiras."

Para não tropeçar neste sábado em Jundiaí, Luxemburgo colocará força máxima em campo, com o retorno do volante Pierre, que cumpriu suspensão na última rodada - assim, Wendel volta para o banco de reservas.

ADEUS?

O clima, no entanto, só não é perfeito no Palmeiras por um simples motivo: o atacante Kléber pode fazer neste sábado o seu último jogo no Campeonato Paulista. Na segunda-feira, ele será julgado no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) pela cotovelada dada no zagueiro André Dias, no clássico contra o São Paulo, domingo passado, em Ribeirão Preto. Enquadrado no artigo 253 (agressão), o jogador palmeirense pode pegar de 120 a 540 dias de suspensão se for condenado.

quinta-feira, 20 de março de 2008

Diego afirma que o seu futuro depende do Werder Bremen

'Se deciderem que devo ficar, eu fico', diz o meio-campista brasileiro; ele nega ter dito que pretende sair

Ansa

Diego tem contrato com o Bremen até 2011

Arquivo/AE

Diego tem contrato com o Bremen até 2011

BERLIM - Cortejado por metade da Europa, Diego desconversa e garante que o seu futuro depende apenas do Werder Bremen. Mesmo cobiçado por Juventus, Chelsea e Manchester City, o brasileiro tem um contrato com o time alemão para até o final de 2011.

"Cabe ao Werder decidir o que irá acontecer na próxima temporada. Se Klaus Allofs (diretor esportivo do clube) e o presidente (Jürgen Born) decidirem que devo ficar, direi que ainda jogarei no Bremen. É normal que existam especulações nesse ambiente. Mas me cansam as mentiras, declarações que nunca fiz e que são atribuídas a mim", revelou o jogador de 23 anos.

Nesta quarta, o próprio Jürgen Born afirmou que não vai ceder o atleta brasileiro. "Para tirarem Diego do Werder terão que passar por cima do meu cadáver. Nem por todo o ouro do mundo cederei Diego ao Real Madrid ou à Juventus".

Ronaldinho: 'Querem me destruir, mas não conseguirão'

Meia-atacante diz estar motivado como há muito tempo não esteve e que não pensa em sair do Barcelona

Ansa

Ronaldinho considera seus colegas de time como uma família e que pretende ficar no clube

Arquivo/AE

Ronaldinho considera seus colegas de time como uma família e que pretende ficar no clube

BARCELONA - Após sofrer uma série de críticas por parte da imprensa, ter problemas com o técnico Frank Rijkaard e passar por contínuas exclusões dos jogos do Barcelona, Ronaldinho Gaúcho declarou: "Querem me destruir, mas não conseguirão" e desabafou que "assim não se pode ir adiante".

Em entrevista à edição alemã da revista Vanity Fair, o atacante disse que deseja "continuar no Barcelona e triunfar aqui". "Mas existe gente invejosa que quer me destruir. Nenhuma crítica, porém, pode atingir meu ânimo. Estou motivado como não estava há muito tempo, quem me critica não faz outra coisa a não ser me incentivar a fazer sempre melhor", disse o jogador.

Ronaldinho começou a ser criticado depois de passar por problemas físicos que atrapalharam seu desempenho na temporada, e foi acusado de não se dedicar o suficiente nos treinos. "O Barcelona pode buscar grandes resultados somente com um Ronaldinho em forma. Sem sucesso, a vida é aborrecida, e se não jogo, ela se torna muito frustrante. Assim não se pode ir adiante", respondeu o jogador.

"Este ano quero vencer com o Barcelona, custe o que custar. Nesse clube, tenho um futuro maravilhoso. Meus companheiros de equipe são a minha família, gostaria de ficar e farei o possível para voltar ao topo", concluiu Ronaldinho.

São Paulo encara duplo desafio no Paraguai

Contra o Sportivo Luqueño, time quer mostrar que nesta quinta que já superou derrota para o Palmeiras

Giuliano Villa Nova - O Estado de S. Paulo

Muricy reforça a marcação para o duelo no Paraguai

Arquivo/AE

Muricy reforça a marcação para o duelo no Paraguai

LUQUE, Paraguai - O São Paulo será duplamente testado no jogo contra o Sportivo Luqueño, nesta quinta-feira, às 19h30, no Estádio Feliciano Cáceres, em Luque (cidade localizada nos arredores de Assunção), no Paraguai, pela Copa Libertadores - duelo que terá acompanhamento online do estadao.com.br. Além de mostrar que superou a goleada por 4 a 1 sofrida para o Palmeiras, no último domingo, pelo Paulistão, o time são-paulino colocará à prova seu equilíbrio emocional.

No jogo desta quinta-feira, o São Paulo deve sofrer grande pressão: tanto do time adversário quanto da torcida local. E a tranqüilidade, que tem faltado em algumas ocasiões no Paulistão, será fundamental para conquistar resultado positivo, que deixaria os são-paulinos perto da vaga nas oitavas-de-final da Libertadores - soma 4 pontos em dois jogos no Grupo 7.

"Nosso elenco é experiente, já conquistou vários títulos e está acostumado com as situações de adversidade", afirma o atacante Éder Luís, confirmado como titular no jogo desta quinta-feira - ele não está inscrito no Paulistão e só pode atuar na Libertadores. "A pressão não vai ser motivo para abater o time."

Pela dificuldade do duelo, a comissão técnica do São Paulo espera que o time de fato utilize a experiência em competições sul-americanas, não repita falhas como as demonstradas diante do Palmeiras - cometeu três pênaltis em 15 minutos - e tenha sangue frio para administrar dificuldades, a exemplo do que fez diante do Atlético Nacional, na Colômbia, e do Audax Italiana, no Morumbi, partidas da Libertadores em que saiu perdendo e se recuperou.

Na reunião que teve nesta quarta-feira com os jogadores, já no Paraguai, o técnico Muricy Ramalho exibiu vídeo com as principais jogadas do Sportivo Luqueño. E alertou seus comandados para a força do jogo aéreo do rival. "Eles têm atacantes altos e usam muito as bolas alçadas na área, já que o campo é pequeno", comentou o treinador são-paulino, impressionado com Lazaga e Gigena, a dupla de ataque paraguaia.

Por isso, no último treino no Brasil, antes da viagem para Assunção, onde o time do São Paulo está concentrado, Muricy determinou que os zagueiros trabalhassem bastante o cabeceio. "Não podemos perder a concentração, não é porque o Luqueño é desconhecido que será um jogo fácil, pois eles também lutam pela classificação", avisou o treinador, lembrando que a equipe paraguaia está em terceiro lugar no Grupo 7, com três pontos até agora.

Para melhorar o jogo aéreo, Muricy conta com a volta do zagueiro Miranda, que cumpriu suspensão diante do Palmeiras. E deve escalar o volante Zé Luís como lateral-direito ou terceiro zagueiro. Já no ataque, o treinador espera que Adriano repita o desempenho do último domingo - "Contra o Palmeiras foi o melhor jogo dele neste ano", elogiou o comandante são-paulino.

terça-feira, 18 de março de 2008

Juventus faz proposta por meia brasileiro Diego

Werder Bremen, atual clube do meia, pede cerca de R$ 47 milhões pelo brasileiro; Amauri também está perto

Efe

Meia brasileiro Diego, ídolo no Werder Bremen, intereça à italiana Juventus

Arquivo/AE

Meia brasileiro Diego, ídolo no Werder Bremen, intereça à italiana Juventus

ROMA - A Juventus de Turim está interessada no meia brasileiro Diego, do Werder Bremen, e há poucos dias enviou seu diretor esportivo à Alemanha para fazer uma proposta por ele, publicou nesta terça-feira o jornal italiano Gazzetta dello Sport.



O publicação afirma que o diretor esportivo da Juventus, Alessio Secco, viajou há poucos dias para conversar com o meia brasileiro que foi revelado pelo Santos.

Segundo a publicação italiana, o Werder Bremen pede 30 milhões de euros (cerca de R$ 47 milhões) por Diego, e a Juve ofereceu 20 milhões de euros, mas "estaria disposta a aumentar sua oferta".

Além disso, durante esta primeira reunião o clube de Turim ofereceu 4 milhões de euros (cerca de R$ 6 milhões) por temporada para o meia brasileiro, superando o contrato com seu time atual, que é de 3,5 milhões de euros.

Além disso, a publicação afirma que as negociações para contratar o atacante brasileiro Amauri, do Palermo, estão muito avançadas.

Secco se reuniu na segunda-feira com dirigentes do Palermo para dar prosseguimento às negociações pelo atacante brasileiro de 28 anos, pelo qual o clube siciliano pede 20 milhões de euros.

A Juventus estaria disposta a pagar pelo artilheiro um valor inferior e acrescentaria à oferta o empréstimo de dois jogadores.

Recuperação de Ronaldinho vira mistério no Barcelona

Brasileiro não está lesionado, mas seguirá programa específico de recuperação para um 'problema médico'

Mark Elkington - Reuters


Estado de saúde do meia-atacante brasileiro do Barcelona causa estranhamento

Arquivo/AE

Estado de saúde do meia-atacante brasileiro do Barcelona causa estranhamento

MADRI - Ronaldinho Gaúcho não está lesionado, mas vai seguir um programa específico de recuperação para um "problema médico", informou o departamento médico do Barcelona.

O meia-atacante brasileiro desfalcou a equipe no empate por 2 x 2 fora de casa com o Almería, no domingo, quando o técnico Frank Rijkaard disse que o jogador tinha ficado fora do time por estar lesionado.

Ronaldinho, de 27 anos, treinou por apenas seis minutos na segunda-feira e deixou o gramado.

"Como resultado de um problema persistente no músculo adutor da perna direita, o jogador passou por um exame que revelou que não há nenhum lesão muscular ou de tendão", disse o departamento médico do clube em comunicado no site oficial da equipe.

"O jogador vai receber tratamento específico para resolver os problemas médicos ainda existentes."

Não foi informado o período que Ronaldinho ficará afastado da equipe em recuperação.

O Barcelona enfrenta o Valencia fora de casa no jogo de volta da semifinal da Copa do Rei, na quinta-feira, após ter empatado em casa por 1 x 1.

Ronaldinho é dúvida, mas o meia português Deco está definitivamente fora com uma contusão na panturrilha.

"O jogador (Deco) vai trabalhar em um plano específico de recuperação para estar pronto para o jogo das quartas-de-final da Liga dos Campeões contra o Schalke 04", disse o clube.

O jogo de ida em Gelsenkirchen é em 1o de abril.

segunda-feira, 17 de março de 2008

Recuperados, Acosta, Marcel e Nilton retornam ao Corinthians

Jogadores retornam de contusões e reforçam o clube no duelo contra o Fortaleza pela Copa do Brasil

Redação

Mano quer atenção para evitar um novo tropeço

Arquivo/AE

Mano quer atenção para evitar um novo tropeço

SÃO PAULO - O Corinthians tenta esquecer o tropeço diante do Juventus no Paulistão e se concentra na disputa da Copa do Brasil. O time joga nesta quarta-feira, contra o Fortaleza, no Ceará. E o técnico Mano Menezes poderá contar com o retorno de três jogadores que estavam no departamento médico: Acosta, Marcel e Nilton.

O uruguaio Acosta é o principal dos reforços de Mano. O jogador está totalmente recuperado de uma contusão na coxa. Por sua vez, o volante Nilton retorna pela primeira vez desde setembro de 2007, quando sofreu uma cirurgia no joelho. Já Marcel volta de contusão muscular.

O volante Perdigão, que não atuou contra o Juventus por estar suspenso no Paulistão, também retorna. O lateral André Santos, que torceu o tornozelo contra o clube da Mooca, se recuperou e é outro que está pronto para o desafio na Copa do Brasil.

Apesar dos reforços, Mano também terá problemas. Seis jogadores não viajam para enfrentar o Fortaleza: Chicão e Héverton, Bóvio, Diogo Rincón, Alessandro e Finazzi. O embarque para o Ceará acontece na noite desta terça.

"Futebol é assim mesmo, você tem de ter capacidade para solucionar esses problemas. Às vezes passamos uma fase mais difícil porque o número de problemas, por coincidência, é muito grande. Mas não adianta olhar para isso, tem que olhar as soluções", explica Mano.

Se vencer por dois gols de diferença, o Corinthians elimina o jogo de volta. Mano, no entanto, acredita que o clube terá dificuldades. "Sabemos que o Fortaleza é outro tipo de situação, diferente da primeira rodada [quando o rival foi o Barras/PI]. Vamos respeitar, mas não iremos com aquela idéia quase obrigatória de eliminar o segundo confronto."

PAULISTÃO

Mano também falou sobre o Paulistão, após o complemento da 15.ª rodada. Para o treinador, o campeonato serve para confirmar a reformulação do grupo e não deve ser totalmente deixado de lado por causa da Copa do Brasil. "Estamos entre os quatro faltando poucas rodadas para terminar, isso tudo é mérito, então não seria inteligente desmerecer o que estamos construindo."

São Paulo espera que goleada não interfira na Libertadores

Jogadores tentam esquecer derrota para o Palmeiras e se concentram no duelo contra o Sportivo Luqueño

Redação

Carlos Alberto quer o time focado na Libertadores

Arquivo/AE

Carlos Alberto quer o time focado na Libertadores

SÃO PAULO - O técnico Muricy Ramalho espera que a goleada de 4 a 1 sofrida para o Palmeiras, no Campeonato Paulista, não interfira no rendimento do São Paulo na Copa Libertadores. O clube enfrenta nesta quinta-feira o Sportivo Luqueño, no Paraguai, pela terceira rodada do Grupo 7.

"É claro que o placar da derrota foi elástico, mas sei que no futebol estamos sujeitos a isso. Tenho consciência de que meu time fez um jogo equilibrado", explica o técnico são-paulino, que poderá utilizar o zagueiro Miranda e o atacante Dagoberto na Libertadores - os dois não puderam atuar contra o Palmeiras por estarem suspenso no Paulistão.

Para o meia Carlos Alberto, a derrota para o Palmeiras deixou o grupo triste, mas não será capaz de prejudicar o emocional do grupo na Libertadores. "No futebol moderno não podemos ficar tristes por muito tempo. A partir desta segunda temos de pensar na Libertadores."

Os jogadores do São Paulo começam os preparativos para pegar o Luqueño na tarde desta segunda-feira. A viagem para Luque, no Paraguai, local do jogo da Libertadores, será nesta terça. Pelo Paulistão, a equipe só volta a jogar no próximo domingo, contra o Guarani - em Campinas, o time não terá o zagueiro Juninho e o atacante Adriano, suspensos.

sexta-feira, 14 de março de 2008

Confiante na classificação, Leão confirma retorno de Souto

Após uma negociação fracassada com o Lokomotiv Moscou, jogador atua neste domingo contra o São Caetano

Sanches Filho - O Estado de S. Paulo

Para Emerson Leão, retorno de Souto ajuda na armação do esquema para o jogo deste domingo

Mauricio de Souza/AE

Para Emerson Leão, retorno de Souto ajuda na armação do esquema para o jogo deste domingo

SANTOS - Mesmo com a vitória de virada sobre o Mirassol por 2 a 1, o técnico Emerson Leão atribuiu a má atuação do Santos às mudanças que foi obrigado a fazer no time. "Foram alterações por circunstâncias de cartão amarelo [Wesley], contusão [Adriano] e negociação malsucedida [Rodrigo Souto]", disse o treinador, que ainda confia numa classificação às semifinais.

O treinador santista ainda confirmou que Rodrigo Souto está escalado para enfrentar o São Caetano, domingo à tarde, em Santo André. O volante retornou do Rio de Janeiro, na tarde desta quinta, e se apresentou ao técnico no Centro de Treinamento Rei Pelé - inicialmente, o jogador seria vendido ao Lokomotiv Moscou por R$ 15 milhões, mas os russos desistiram da negociação.

"Para nós, ele é sempre bem-vindo", disse Leão. "Lamento não a volta, mas o que aconteceu com o atleta. Infelizmente o futebol brasileiro está nas mãos de pessoas pouco confiáveis. Ele me perguntou o que deveria fazer. Respondi que tem treino nesta sexta e no próximo domingo o jogo." O jogador assistiu à partida num camarote térreo da Vila Belmiro.

Marcinho Guerreiro foi o jogador mais festejado depois da virada santista. "Minha posição é mais atrás, mas tive a felicidade de fazer gol e a vitória foi justa porque nossa equipe lutou durante os 90 minutos", disse Marcinho Guerreiro.

Kleber, que voltou ao time depois de uma cirurgia no abdome e de 40 dias de inatividade, disse que vai responder em campo às pessoas que o acusaram durante a ausência. "Falaram que eu não tinha mais vontade de jogar e me rotularam de chinelinho (jogador que passa muito tempo no departamento médico) e vou provar o contrário", finalizou.

Com diarréia, Imperador Adriano pode ficar fora do clássico

Jogador do São Paulo não treina nesta sexta-feira e preocupa para o duelo contra o Palmeiras pelo Paulistão

Redação

Adriano está há 2 dias com o problema estomacal

Arquivo/AE

Adriano está há 2 dias com o problema estomacal

SÃO PAULO - O São Paulo pode ter mais um desfalque para a partida deste domingo contra o Palmeiras, pela 15.ª rodada do Campeonato Paulista. O atacante Adriano, com diarréia, ficou de fora do treino e preocupa o departamento médico. O Imperador sequer compareceu ao clube nesta sexta-feira.


Se Adriano não jogar, o técnico Muricy Ramalho deve escalar o ataque do São Paulo com Aloísio e Borges. Dagoberto, outra opção para o setor, recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Grêmio Barueri, na última quarta-feira, e terá de cumprir suspensão automática.

"O Adriano está há dois dias com diarréia. Isso preocupa, pois desidrata o jogador", explica Muricy em coletiva. O técnico vai esperar pelo treino deste sábado para saber se o atacante terá condições de atuar no duelo que acontecerá em Ribeirão Preto, no Estádio Santa Cruz.

O zagueiro Miranda, suspenso, também fica de fora. Em contrapartida, o também zagueiro André Dias está recuperado de uma lesão na coxa esquerda e vai para o duelo, que pode deixar o São Paulo ainda mais perto de garantir a classificação à fase semifinal do Paulistão.

TABU

Pelo Campeonato Paulista, o São Paulo não perde para o Palmeiras há 11 anos. A última vitória do rival de Palestra Itália aconteceu em 29 de março de 1997, 1 a 0, no Estádio do Morumbi. Desde então foram 13 duelos, com 11 vitórias são-paulinas e 2 empates.

quinta-feira, 13 de março de 2008

Real Madrid está interessado na contratação de Luis Fabiano

De acordo com a imprensa espanhola, clube madrileno está disposto a pagar R$ 28,5 milhões pelo atacante

Ansa

Luis Fabiano já marcou 20 gols no Espanhol

Reuters

Luis Fabiano já marcou 20 gols no Espanhol

MADRI - A compra de Luis Fabiano, atacante do Sevilla e atual artilheiro do Campeonato Espanhol, é um dos principais objetivos do Real Madrid para a próxima temporada, informou nesta quinta-feira o jornal espanhol Marca.

Segundo o diário, o Real Madrid procurou se informar sobre a situação contratual do jogador brasileiro, que pode ser comprado por cerca de 11 milhões de euros - aproximadamente R$ 28,5 milhões.

Há alguns dias o empresário de Luis Fabiano já havia conversado com o time espanhol.

Luis Fabiano foi convocado pelo técnico Dunga para defender a seleção brasileira no amistoso do próximo dia 26 contra a Suécia, em Londres.

São Paulo joga favoritismo no clássico para o Palmeiras

'Pela primeira vez teremos de jogar contra alguém que está num momento melhor', afirma o goleiro Rogério Ceni

Redação

Ceni está preocupado com o clássico de domingo

Arquivo/AE

Ceni está preocupado com o clássico de domingo

SÃO PAULO - O São Paulo jogou o favoritismo do clássico no Campeonato Paulista para o Palmeiras. Para o goleiro Rogério Ceni, a equipe de Vanderlei Luxemburgo está em melhor momento e possui um elenco com muitos jogadores de qualidade. O duelo entre as duas equipes acontece neste domingo, às 16 horas, em Ribeirão Preto.


"Nossa situação está muito complicada, pois perdemos jogadores por contusões e cartões amarelos", reclamou Rogério Ceni após a vitória sobre o Grêmio Barueri. "Pela primeira vez teremos de jogar contra alguém que está num momento melhor que o nosso. Eles são os favoritos."

Rogério destacou que o Palmeiras virá ainda mais forte para encarar o São Paulo, uma vez que terá os retornos de Valdivia, Diego Souza e Marcos - os atletas cumpriram suspensão na vitória do time de Palestra Itália sobre a Ponte Preta, na noite desta quarta-feira.

Quem também está preocupado com o clássico é o técnico Muricy Ramalho. O treinador não poderá contar com o zagueiro Miranda e o atacante Dagoberto, que receberam o terceiro amarelo contra o Barueri e estão suspensos. "Vamos ver quem estará à disposição para jogar. Fica difícil arrumar o time assim. Nesse caso, eles [Palmeiras] levam vantagem."

Muricy, pelo menos, poderá contar com o retorno do atacante Aloísio, que cumpriu suspensão contra o Barueri. O zagueiro André Dias, que se recupera de uma lesão na coxa esquerda, também pode voltar.

quarta-feira, 12 de março de 2008

Corinthians contrata Wellington Saci, para a Série B

Lateral-esquerdo joga no Itumbiara, de Goiás, e só se apresenta no Parque São Jorge em maio

Agência Estado

SÃO PAULO - O Corinthians anunciou nesta quarta-feira a contratação do lateral-esquerdo Wellington Saci, de 23 anos, para a disputa do Brasileirão da Série B. O jogador disputa atualmente o Campeonato Goiano, pelo Itumbiara.


Um dos destaques da boa campanha do clube na temporada, Saci assinou contrato de quatro anos com o time paulistano. O jogador quem também atua no meio-campo, só será apresentado em maio, quando termina a disputa do estadual em Goiás. Para o setor, atualmente, o clube tem André Santos e Everton Ribeiro.

Com Denílson, Palmeiras encara a Ponte para entrar no G-4

Vitória coloca time do técnico Vanderlei Luxemburgo entre os quatro melhores do Campeonato Paulista

Juliano Costa - Jornal da Tarde

Denílson brinca com a bola durante treino; jogador será titular do Palmeiras pela 1.ª vez

Nilton Fukuda/AE - 11/03/2008

Denílson brinca com a bola durante treino; jogador será titular do Palmeiras pela 1.ª vez

SÃO PAULO - Com 30 anos, Denílson será o titular mais velho do Palmeiras em ação contra a Ponte Preta, nesta quarta-feira, às 21h45, no Palestra, com acompanhamento ao vivo do estadao.com.br. E também o mais feliz.


Num depoimento muito sincero, o jogador confessou que vinha tendo problemas de peso por causa de depressão. Não entrava em forma de jeito nenhum porque não tinha mais prazer de jogar. Estava triste, muito triste. As coisas mudaram quando Vanderlei Luxemburgo lhe propôs um contrato de risco no Palmeiras - ganha conforme a quantidade de jogos que fizer.

"Eu amo jogar futebol, mas tinha perdido a alegria de jogar. Não me sentia bem. E não conseguia baixar meu peso porque não estava feliz. Mas aí o Vanderlei me abriu as portas do Palmeiras e depositou confiança em mim. O contrato de risco é motivo para correr ainda mais. Voltei a sorrir. Voltei a ser feliz."

São só dois meses de Verdão e oito quilos a menos - chegou a ter 76kg e está com 68kg. "É como se eu jogasse aqui no Palmeiras a minha vida toda. Todo mundo me trata bem e me dou bem com todos."

O contrato que fez é o menos vantajoso em sua carreira desde que saiu do São Paulo para o Betis, da Espanha, em 1998, por cerca de US$ 30 milhões - R$ 51 milhões, em valores atuais. Ele ainda teve bons contratos na Arábia Saudita e nos Estados Unidos. "Mas não rendi bem."

No Palmeiras, recebe R$ 40 mil mensais, que podem chegar a R$ 60 mil ou R$ 70 mil, dependendo da quantidade de jogos que fizer durante o mês. "Mesmo com o bônus, ele ganha menos do que a média dos outros titulares", diz um dirigente do clube. Denílson garante que não se importa. "O dinheiro faz bem, claro, mas o mais importante é ser feliz, é fazer seu trabalho com alegria."

NOVA FUNÇÃO EM CAMPO
Nesta quarta, o atacante será meia. Ele e o volante Wendel foram os escolhidos para os lugares de Valdivia e Diego Souza, suspensos. Com isso, o meio-de-campo será formado por Pierre, Wendel, Léo Lima e Denílson. "Vou jogar atrás dos dois atacantes (Kléber e Alex Mineiro), com muita liberdade em campo."

Ele diz que não sabe se agüentará os 90 minutos. Mas não quer que o chamem de veterano. "Na Europa, quanto mais velho, melhor. É experiência. Veja os exemplos do Maldini, Cafu, Roberto Carlos. Jogam até hoje e são muito respeitados."

PONTE EM BUSCA DA REAÇÃO
A Ponte Preta é a vice-líder do Paulistão, mas está em má fase. Nos últimos quatro jogos, empatou dois e perdeu dois. Preocupado, o técnico Sérgio Guedes não divulgou a escalação. Prefere fazer mistério.

Um desfalque certo é o volante Deda, suspenso. Ricardo Conceição, que jogou a última partida como armador (contra o Marília), será recuado para a cabeça-de-área. O meia Renato, artilheiro da Ponte com seis gols, volta após cumprir suspensão.

Para o torcedor palmeirense, o jogo de hoje é a chance de rever, com a camisa da Ponte, o zagueiro César, que lhe traz péssimas recordações, ambas de 2002. César fez o gol contra que deu a classificação ao Asa de Arapiraca, eliminando o Verdão na primeira fase da Copa do Brasil. Ainda naquele ano, o zagueiro fez parte do time que foi rebaixado no Brasileirão. Seis anos depois, hoje com 32, César é um dos destaques da Macaca.

terça-feira, 11 de março de 2008

Ronaldo retorna a Milão para dar prosseguimento ao tratamento

Após 26 dias em Paris, atacante volta à Itália acompanhado da namorada e mostra confiança na recuperação

Efe

ROMA - O atacante brasileiro Ronaldo, do Milan, retornou nesta terça-feira à Itália após passar 26 dias em Paris, onde foi operado no dia 14 de fevereiro por causa de uma lesão no joelho esquerdo.

O artilheiro brasileiro chegou ao aeroporto milanês de Linate às 9h20 de Brasília, acompanhado por sua namorada, Maria Beatriz Antony. Eles foram recebidos pelo ex-jogador Leonardo, atualmente dirigente do Milan.

Ao deixar o aeroporto, Ronaldo se limitou a saudar os jornalistas que o esperavam fazendo o sinal de positivo com as mãos. O Fenômeno, que tem contrato com o Milan até o final da temporada, permanecerá algumas semanas em Milão e depois continuará sua recuperação no Brasil.

Segundo os médicos, o atacante de 31 anos não poderá correr em menos de seis meses e nem estará em condições de treino "razoáveis" antes dos nove meses.

Aos 31 anos, Ronaldo se machucou durante o jogo entre Milan e Livorno pelo Campeonato Italiano, no dia 13 de fevereiro. O atacante rompeu o tendão patelar do joelho esquerdo após tentar cabecear uma bola - ele ficou apenas três minutos em campo.

Palmeiras inspira o Corinthians

Tropeços do rival contra os times ameaçados viram lição para Mano

Fábio Hecico

"Agora são 9 pontos garantidos" e "até que enfim vamos encarar as babas do Paulista", são frases bastante ouvidas nas alamedas do Parque São Jorge. O Corinthians encara, na seqüência do Paulista, Rio Preto, Juventus e Rio Claro, três equipes da zona de rebaixamento. Mas Mano Menezes não admite, de forma alguma, ver seus jogadores falando em duelos fáceis e vitórias consumadas. Excesso de cautela? "Nada disso. O Palmeiras também encarou esta série e todos diziam que ia vencer fácil. Só fez cinco pontos", alerta o técnico Mano Menezes.

O comandante corintiano tem razão. Logo após golear o Juventus por 4 a 0 na 9ª rodada, com bela apresentação de futebol, o arqui-rival Palmeiras desperdiçou quatro pontos preciosos com duas igualdades por 1 a 1. E, em ambas, saiu em vantagem no marcador. Em Rio Claro, Chumbinho estragou a festa verde e, na volta ao Palestra Itália, Xandão é quem saiu comemorando, para o Rio Preto.

Com a política de jamais queimar etapas e de sempre pensar no próximo adversário, Mano Menezes vai usar os duelos do Rio Preto não apenas contra o Palmeiras, mas em todos os clássicos, nos quais o caçula da Primeira Divisão teve boas apresentações. Para o São Paulo, perdeu com um gol solitário de Souza, aos 43 minutos da segunda etapa. Diante do Santos aprontou, com triunfo por 2 a 1 no interior.

O capitão William, porta-voz do elenco, fez questão de endossar as palavras do chefe. "É a seqüência mais perigosa", frisa, com a mesma firmeza com a qual jogou todas as partidas do ano. "O Palmeiras também pegou jogos seguidos e empatou dois. Vamos pensar em uma partida de cada vez e encará-las como decisão, com a mesma seriedade que mostramos contra outras equipes porque foi assim que chegamos ao G4."

A expectativa em São José do Rio Preto é grande por casa cheia. Ontem foram vendidos 6 mil dos 15 mil ingressos colocados à venda.

O Corinthians está com 47% de chances de classificação e perder pontos contra adversários pequenos está fora dos planos. Com 23 pontos, o time necessita de mais 11 em 18 possíveis para se classificar às semifinais.

Com as contas em dia, mais uma vez o esquema será ofensivo. "Já estamos em condições de armar um time mais ousado", admite Mano. Porém, com novas mudanças. Bóvio, expulso, dá lugar a Perdigão e André Santos retorna. Na ala ou na meia? "Onde o Mano precisar. Comecei jogando como armador e só depois virei lateral. Eu quero é ajudar", diz.

segunda-feira, 10 de março de 2008

Atacante Dodô é operado e deve ficar oito semanas fora

Destaque nas últimas partidas do Fluminense, jogador tem fratura do osso frontal da face

Agência Estado

Dodô precisará de 45 dias para se recuperar

AP

Dodô precisará de 45 dias para se recuperar

SÃO PAULO - O atacante Dodô foi operado na noite de domingo e deve ficar pelo menos oito semanas afastado do futebol. O jogador do Fluminense sofreu fratura do osso frontal, na face, em partida contra o Friburguense, no sábado, pela Taça Rio, segundo turno do Estadual do Rio.

Segundo Carlo Veiga, médico da equipe, a cirurgia foi um sucesso mas a lesão era mais grave do que se imaginava. A previsão inicial era de 45 dias de recuperação.

Na intervenção cirurgia, foram fixadas três placas, uma tela de proteção e oito parafusos, todos de titânio, na face do jogador. "Clinicamente, o quadro é estável", afirmou o médico.

Dodô foi o principal destaque do Fluminense na vitória sobre o Arsenal, na última quarta-feira, pela Copa Libertadores.

Luxemburgo pode pegar 360 dias de suspensão em julgamento

Técnico do Palmeiras será julgado nesta segunda pelo TJD por ter ofendido a arbitragem contra o Rio Preto

Agência Estado

Luxemburgo pode ficar de fora do Paulistão

Arquivo/AE

Luxemburgo pode ficar de fora do Paulistão

SÃO PAULO - O técnico Vanderlei Luxemburgo, do Palmeiras, será julgado nesta segunda-feira pela expulsão durante o jogo contra o Rio Preto, há duas semanas. O julgamento começa por volta das 17h30, no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). Luxemburgo pode pegar até 360 dias de suspensão por supostas ofensas ao árbitro daquele jogo, Paulo Roberto Ferreira, e por críticas à Federação Paulista de Futebol e a Marcos Marinho, chefe da comissão de arbitragem.



Luiz Roberto Martins Castro, advogado do Palmeiras, explica sua estratégia de defesa: "São três pontos que vamos abordar. O primeiro é contestar o que foi escrito na súmula, de que houve ofensa ao árbitro. Vamos mostrar um vídeo do programa "Bem, Amigos" [SporTV], que captou todo o diálogo entre o Vanderlei e o árbitro. Ali fica claro que não houve ofensa", diz o advogado.

"O segundo ponto é uma entrevista do Coronel Marinho dizendo já estar acostumado às reclamações dos treinadores. Não haveria, portanto, motivo para punir o Vanderlei. O terceiro ponto é deixar claro que o Vanderlei nunca disse que a expulsão estava armada pela Federação, mas que quem usou esse termo foi, na verdade, o repórter [Luís Carlos] Quartarolo, da Jovem Pan, numa pergunta ao Vanderlei", completou Castro.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO
Em entrevista à rádio Jovem Pan, Luxemburgo se defendeu da suspensão. "Não acho que deveria ser punido pelo que fiz e faço ao futebol. Não foi nada para isso. Eu estava muito nervoso na saída de campo, eu, aliás, estou tentando melhorar neste sentido. Eu estava incomodado mesmo e fiz críticas ao coronel Marinho porque não concordava com os erros. E não podem tirar meu direito de criticar, estamos em um país democrático", discursa.

O técnico não se conforma com a postura de Marcos Marinho e de alguns árbitros. "Ele [Marinho] não deveria ter criticado o árbitro na saída do campo, isso só cria instabilidade. Eu tenho tentado tornar o Valdívia melhor, mas o árbitro fazer daquele jeito [ele alega que Valdívia não deveria receber cartão amarelo por um pênalti não marcado] me dá a entender que existe uma predisposição contra o Valdívia".

Para o treinador palmeirense, o árbitro de domingo, Paulo César Oliveira, fez o certo no jogo contra o Bragantino. "Na Europa estão mais preocupados em jogar futebol. Aqui, achei justo o cartão para o Valdívia porque foi punido pelo antijogo. Se o Palmeiras fizer isso, tem que punir. É assim que funciona e o Paulo César [Oliveira] fez o certo. Aqui os árbitros estão preocupados em dar porrada e cavar falta. O árbitro está preocupado em saber se eu falei, se reclamei. Abro os braços e falo como qualquer outro, como se faz na Europa."

sábado, 8 de março de 2008

Ponte Preta encara o Marília e só pensa na vitória

Equipe campineira quer se manter no G-4; Rio Claro e Juventus fazem o jogo do 'desespero' neste sábado

Redação


SÃO PAULO - Para não ter ameaçada a vaga na semifinal do Campeonato Paulista, a Ponte Preta pretende vencer o Marília, ameaçado pelo descenso, em pleno Estádio Bento de Abreu, neste sábado, às 18h10, pela 13.ª rodada.


Mas para isso, o time campineiro terá que superar seus três jogos sem vitórias - 2 a 0 para o Barueri, 1 a 0 para o Corinthians e 1 a 1 com a Portuguesa -, diante de um rival que venceu três jogos e perdeu apenas dois em casa. O único fato que ajuda a Ponte é a pontuação: 23 contra 12.

No Marília, o técnico Ruy Scarpino fará sua estréia no lugar de Jorge Raulli, que deixou o cargo após a derrota para o Guaratinguetá, por 1 a 0. Ele já não terá o atacante Wellington Silva, negociado com o futebol coreano. Magno Ferreira fica com a vaga. No gol, Mauro está lesionado e ainda é dúvida. Giovanni deve ser o camisa 1. Na defesa, a dúvida está entre Carlinhos e Gum.

Na Ponte Preta, o técnico Sérgio Guedes não contará com o meia Renato, suspenso. O volante Ricardo Conceição foi o escolhido, reforçando a marcação. "Eu optei pelo Ricardo Conceição. Com outro volante eu pretendo liberar os alas, uma vez que vou ter maior proteção no meio-campo", justificou o treinador.

No ataque, três jogadores estão machucados: Marcelo Soares, Danilo Neco e Leandro. Quem ganha a sua primeira oportunidade como titular é Luis Ricardo.

RIO CLARO X JUVENTUS

Ainda sem vencer desde que assumiu o comando do Rio Claro, com duas derrotas e um empate, o técnico Edu Marangon quer acabar com a sina negativa no clube neste sábado, às 16 horas, diante do Juventus, em Rio Claro.

Na tabela, o time da casa está pior. Com apenas oito pontos, segura a lanterna e a cada rodada está mais próximo da Série A-2. No time, Marangon tem dois desfalques: o volante Douglas Peruíbe, expulso na derrota para o Rio Preto por 2 a 0, e o atacante Luciano, suspenso. O treinador ainda não definiu os substitutos.

O Juventus, que vem embalado com a goleada sobre o Coruripe, por 5 a 1, que o classificou à segunda fase na Copa do Brasil, quer sair da zona de rebaixamento. Na 17.ª posição, com 12 pontos, o Juventus tem apenas o desfalque do volante Naves, pelo terceiro amarelo. Em seu lugar, o técnico Fescina deve confirmar a entrada do experiente Vampeta.

São Paulo desafia cansaço para superar a Portuguesa

Muricy comanda apenas treinos leves para poupar jogadores após jogo da Libertadores na última quarta

Agência Estado

Muricy Ramalho demonstra preocupação com o cansaço de seus jogadores para o clássico

Márcio Fernandes/AE

Muricy Ramalho demonstra preocupação com o cansaço de seus jogadores para o clássico

SÃO PAULO - 'Cansaço' é a melhor palavra que define o time do São Paulo para o clássico deste sábado contra a Portuguesa, às 18h10, em Ribeirão Preto. O time fez apenas treinos leves depois da partida de quarta-feira, contra o Audax, pela Libertadores, e o técnico Muricy Ramalho, com o respaldo da comissão técnica, não quis arriscar, já que não há tempo de recuperação.

“Com dois jogos por semana, é assim que tem de ser. Os jogadores só têm tempo para descansar e mesmo assim é pouco”, diz o preparador físico Carlinhos Neves, sem disfarçar o esquema “treinos de pijama” que adotou depois da maratona de jogos. Enquanto o São Paulo jogava, a Lusa correu muito durante a semana para se preparar para o clássico.

Mesmo com o time precisando de um tempo maior entre as partidas, o técnico Muricy Ramalho não vai poupar ninguém para o jogo deste sábado. “Dizem que a gente só pensa na Libertadores, mas até hoje não poupei ninguém no Paulista. A gente vai brigar nas duas competições e isso não vai mudar”, disse o comandante são-paulino.

Richarlyson, suspenso, é o único desfalque. Os xarás Éder Luis, lateral-direito, e Éder, meia-atacante, não podem jogar o Paulistão e por isso o time deve jogar no esquema 3-5-2, com Miranda, André Dias e Juninho, os únicos zagueiros disponíveis. Alex Bruno, que passará por cirurgia no tornozelo, e Alex Silva, ainda em fase de recuperação de cirurgia no joelho, são os outros jogadores da posição.

André Dias, porém, é dúvida. O jogador sentiu uma pancada na coxa esquerda contra o Audax e só saberá neste sábado se tem condições para jogar. “Nem sei se tenho três zagueiros para escalar amanhã (sábado), tenho?”, disse Muricy, sem revelar quem joga. “Nem sei quem pode jogar ainda. Com tantas partidas o time só se recupera, dorme e vai para o jogo de novo. Os caras estão cansados. Não é simples. Tem que ver quem se desgasta mais, perde peso e demora a se recuperar. Vamos conversar com a comissão para sentir até onde podemos ir com os jogadores”, disse o treinador.

Quem tem presença confirmada é Adriano. O jogador tem a confiança de toda a comissão técnica e, depois dos gols pela Libertadores, a expectativa é de que o jogador volte a marcar. “Em todos os jogos que o Adriano fez, ele jogou os 90 minutos. Nunca faltou empenho da parte dele. A gente só espera que ele continue assim”, disse o superintendente de futebol, Marco Aurélio Cunha, que admitiu o desgaste provocado pelos problemas que o jogador teve fora de campo na semana passada.

Em quarto lugar no Paulistão, com 23 pontos, o São Paulo dará um tempo à euforia da Libertadores, e planeja marcar pelo menos sete pontos nas próximas três rodadas, contra Portuguesa, Barueri e Palmeiras, para se garantir nas semifinais. “O ideal seria vencer tudo, mas, com tantos jogos, marcar pelo menos sete está bom”, diz o zagueiro André Dias.

CASA NOVA

Sem poder usar o Canindé, vetado pela Federação Paulista de Futebol, a Portuguesa terá sua quarta "casa" neste sábado: o Estádio Santa Cruz. Para conseguir a vitória e fazer a equipe voltar a sonhar com as semifinais, o técnico Vágner Benazzi encara a partida como uma decisão. "O São Paulo é uma equipe que apresenta muita movimentação. Temos de marcar com inteligência e sair com rapidez nos contra-ataques", afirmou o treinador.

A equipe chega para o clássico com 17 pontos, começando a rodada na décima posição. “Se a gente ganha do São Paulo, cresce muito em moral e pode se superar nas últimas rodadas”, prevê Benazzi, que faz questão de enfatizar que a meta da equipe no Paulistão é apenas “uma boa campanha”.

Sem nenhum desfalque, Benazzi conta com a volta do atacante Vaguinho, que cumpriu 120 dias de suspensão depois de ser pego no exame antidoping com a substância tetrahidrocanabiol, encontrada na maconha. Sem ritmo de jogo, a Lusa deve ir a campo com o mesmo time da última rodada, quando empatou por 1 a 1 com a Ponte Preta, em Campinas.

sexta-feira, 7 de março de 2008

Acosta, ou Lula Molusco, quer jogar no ataque no Corinthians

Uruguaio está na expectativa de voltar ao time titular e explica sua preferência pela posição ofensiva em campo

Marcel Rizzo - Jornal da Tarde


Acosta e a personagem Lula Molusco

André Lessa/AE e Reprodução

Acosta e a personagem Lula Molusco

SÃO PAULO - O meia-atacante Acosta pode ser uma das novidades do time titular do Corinthians para o jogo contra o Guaratinguetá, domingo, pelo Paulistão. Mesmo tendo participado do treino numa equipe com 13 jogadores, o que não garante seu lugar na equipe, ele diz estar pronto para voltar, na posição que o técnico Mano Menezes quiser. Mas não esconde a preferência pelo ataque.

"Mandei embora a má fase um pouquinho, estou trabalhando muito mais tranqüilo, estava muito ansioso antes, e meus companheiros me ajudaram muito nessa parte. Onde o professor mandar eu jogar eu vou jogar", diz o uruguaio. Ele fala como quer jogar. "Se forem dois meias e dois atacantes, eu prefiro jogar como atacante; agora se o professor quiser, eu jogo de meia, não tem problema, mas se tiver dois atacantes na frente, eu prefiro ser um meia com poder de chegada".

Sobre o possível parceiro de ataque, o uruguaio não tem problemas quanto ao parceiro. Com cada opção, um estilo, mas Herrera parecer ser a melhor alternativa. "Se eu jogar no meio ou como avante, tem diferença: se eu jogar com o Herrera, é bom porque ele se movimenta muito, pra mim é muito mais fácil. Se for com o Dentinho, chegando na frente como contra a Ponte [Acosta jogou como um atacante mais parado], também é bom."

Outro assunto que Acosta faz questão de mostrar tranqüilidade é sobre o fato de não ser escalado no time no fim de semana. Há uma ponta de frustração em seu discurso, mas nada que atrapalhe. "Acho que já me sentia titular antes da suspensão, mas quem manda é o professor, eu gostaria de jogar. Vamos esperar".

APELIDO
Para reforçar a adaptação ao grupo de jogadores do Corinthians, Acosta conta que já ouve até algumas brincadeiras. "Não tenho apelido, é Beto mesmo [seu primeiro nome é Alberto]. Bom, às vezes me chamam de Lula Molusco", confessa. A personagem citada pelo uruguaio faz parte do desenho animado Bob Esponja, exibido no Brasil pelos canais Globo e Nickelodeon. Ele já era chamado assim, discretamente, desde os tempos de Náutico.

Outro fato que o acompanha desde sua passagem por Recife é a discussão sobre o número da camisa que gostaria de usar. Ele continua conhando com a possibilidade de trocar no Brasileirão da 10 para a 25, que seria seu número de sorte. "Me disseram que jogaria com a 25 no Brasileirão, mas o professor disse que não tem nada a ver. Eu gostaria de jogar com a 25 sim", disse, contando que Mano Menezes negou a mudança. O departamento de marketing do clube ainda não oficializou a troca.

Luxemburgo muda o time e põe Palmeiras no ataque

Técnico poderá utilizar o time que considera 'ideal' contra o Bragantino, neste domingo

Juliano Costa - Jornal da Tarde

SÃO PAULO - Vanderlei Luxemburgo andava receoso. Pelo fato de ser início de temporada e muitos jogadores terem sido contratados (nove no total), o técnico do Palmeiras não se sentia à vontade para montar o time no seu esquema predileto, o 4-4-2, com dois volantes, dois meias ofensivos e dois atacantes. Mas a angústia dele está chegando ao fim.

Neste domingo, contra o Bragantino, fora de casa e já pela 13ª rodada do Paulistão, Luxemburgo finalmente poderá usar seu time considerado ideal. E a ordem é atacar o adversário, mesmo jogando fora de casa. "É um confronto direto pela vaga nas semifinais e precisamos vencer de qualquer jeito", disse o meia Diego Souza, que ganhou nova função na equipe palmeirense. "Vou jogar um pouco mais recuado, com mais responsabilidade na marcação."

O motivo dessa mudança é a entrada do atacante Kléber no lugar do volante Wendel no time titular. "Não posso deixar todo o trabalho de marcação só para o Pierre e o Léo Lima", lembrou Diego Souza, ao justificar seu novo posicionamento tático.

O próprio Kléber prometeu ajudar na marcação. "O Vanderlei pediu para marcar a saída de bola do adversário. É isso o que precisamos fazer", avisou o atacante, que chegou recentemente ao Palmeiras e já conquistou seu espaço no time titular.

Luxemburgo comandou um treino tático de 50 minutos, na tarde desta quinta-feira, na Academia de Futebol. O técnico parou várias vezes a atividade para corrigir o posicionamento de seus jogadores. Ele armou o time reserva num esquema semelhante ao usado pelo Bragantino, o 3-6-1 - dessa maneira, o zagueiro Gustavo será o encarregado de ficar na sobra, enquanto Henrique marca o único atacante do time de Bragança.

Recém-chegado da Ucrânia, Kléber admite que ainda não tem condições de jogar os 90 minutos. Ele entrou no segundo tempo das vitórias sobre o Cene-MS (2 a 0) e o Corinthians (1 a 0). "Acho complicado jogar os 90, mas vou tentar. Vai depender muito de como eu me sentir durante o jogo", contou o atacante.

PRIORIDADE

Com 19 pontos conquistados, o Palmeiras é o sétimo colocado no Paulistão. Luxemburgo já disse que prevê "uma classificação difícil" para as semifinais. A prioridade do time, porém, é a Copa do Brasil, segundo revelou Diego Souza.

Questionado nesta quinta-feira sobre qual dos dois torneios é o mais importante, o meia palmeirense respondeu sem hesitar: "É a Copa do Brasil, porque dá ao vencer o direito de jogar a Libertadores do ano que vem, e é esse o nosso maior objetivo."

PAPAI CORUJA

O meia chileno Valdivia levou a filha Agustina, de apenas seis meses, à Academia de Futebol, na tarde desta quinta-feira. Depois do treino, o jogador ficou brincando com a menina num dos aparelhos de ginástica.

Desde terça-feira, pelo menos três equipes chilenas de reportagem foram à Academia de Futebol para entrevistar Valdivia, um ídolo tanto no Chile quanto no Brasil.

quarta-feira, 5 de março de 2008

Presidente do Fenerbahce renovará contrato de Zico

Aziz Yildirim revela que se reunirá com o conselho para acertar a permanência do técnico brasileiro

Efe

Trabalho de Zico agrada aos dirigentes turcos

AP

Trabalho de Zico agrada aos dirigentes turcos

ISTAMBUL - O presidente do Fenerbahce, Aziz Yildirim, anunciou nesta quarta que renovará o contrato do técnico brasileiro Zico, que na quarta-feira conduziu a equipe para as quartas-de-final da Liga dos Campeões pela primeira na história.

"Certamente queremos continuar com Zico. No final deste mês, o conselho diretor tomará uma decisão sobre o assunto", afirmou Yildirim em declarações publicadas pelo site oficial da equipe turca.

O craque brasileiro chegou ao clube turco em 2006 com um contrato de duas temporadas e desde então conquistou um Campeonato Turco e uma Supercopa da Turquia, além de levar pela primeira vez o Fenerbahce às quartas-de-final da Liga dos Campeões.

O presidente do time turco afirmou que o mais importante não é a vitória de ontem sobre o Sevilla, mas que os sucessos da equipe sejam "duradouros".

"Nosso Fenerbahce fez este caminho graças ao apoio dos torcedores. Dissemos que nos transformaríamos em um gigante mundial e vamos alcançando isto pouco a pouco. Quero agradecer estes sucessos a todos, começando por Zico", declarou Yildirim.

Mano elogia Guará, treina finalizações e exige vitória domingo

Técnico teme que o Corinthians tenha dificuldades, quer resolver classificação logo, e reforça: Felipe é titular

Marcel Rizzo - Jornal da Tarde

Mano Menezes é só elogios ao Guaratinguetá

José Patrício/AE

Mano Menezes é só elogios ao Guaratinguetá

SÃO PAULO - O Corinthians terá de vencer o líder Guaratinguetá no próximo domingo, às 16 horas, se quiser continuar sonhando com a vaga nas semifinais do Campeonato Paulista 2008. A ordem é do técnico Mano Menezes, que fala em decisão ao avaliar sua expectativa para esta partida. Tanto que, no treino desta quarta-feira pela manhã no Parque São Jorge, enfatizou as finalizações, na esperança de que seu time consiga os gols para vencer.


"Quanto mais você adia a situação dos pontos [definição de classificação], mais decisivo se tornam os jogos. Contra o Guaratinguetá passou a ser mais decisivo do que o duelo contra o Palmeiras, assim como será o seguinte, porque se aproximamos de não podermos mais perder pontos", aponta o técnico. "Será um jogo de deis pontos, contra um rival direto praticamente classificado. Temos de entrar com 110% [de motivação] para conseguir a vitória", reforça Fabinho.

A avaliação das dificuldades que o time alvinegro pode ter no domingo é valorizada por Mano na avaliação do desempenho do adversário. "O Guaratinguetá tem uma vantagem muito grande, que permite a eles até escolher jogos", diz. "Estão jogando o melhor futebol, junto com a Ponte, é uma equipe que joga, marca forte e tem jogadores para isso, alguns com quem trabalhei, como o Alê, no Caxias, Jackson, no Brasil de Pelotas... Conheço também o [Guilherme] Macuglia, nos enfrentamos como técnicos".

VANTAGEM É REPETIR TIME
Mano Menezes diz acreditar que Guaratinguetá e Ponte estão na frente por conseguirem repetir suas escalações titulares. O que não acontece com o Corinthians. "Isso é normal [não escalar o mesmo time] em início de temporada. Os outros times passam por isso, com exceções, e nessa exceção tem a vantagem, casos do Guará e da Ponte. É incrível como conseguem isso", afirma.

Sobre quem serão seus onze titulares, Mano diz que ainda está estudando as possibilidades. Uma coisa é certa: Felipe joga, se estiver totalmente recuperado. Sua posição é indiscutível para ele, hoje. "O Felipe é o titular. Conquistou essa titularidade com boas atuações, só vai perder essa condição se cair muito de produção e parar de fazer o que está fazendo".

TRÊS NOVIDADES
Com a contusão do volante Bruno Octávio (teve uma lesão no joelho direito e ficará até oito meses fora), Bóvio é o mais forte candidato a assumir a vaga. "O Bóvio deve fazer a primeira função de volante, e com ele muda um pouco a característica do setor, porque ele tem saída de bola diferente", explica. "Domingo teremos de jogar com mais velocidade, vamos enfrentar um cara desse tamanho [fazendo sinal de baixa estatura] chamado Michael, e ele consegue jogar assim [fazendo um gesto de grande]".

Para o lugar do lateral-esquerdo André Santos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo recebido, são duas opções. Pode continuar Carlão, improvisado, com o time passando a ter apenas dois zagueiros, ou mantê-lo na zaga entrando Everton Ribeiro. Outra dúvida é se Acosta volta ao time. "Não sei se ele joga. Vamos esperar um pouco, temos um jogador novo, o Diogo Rincón, que cria uma situação diferente. Não vi o Rincón com o Acosta, como eles vão produzir."