quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

CBF veta 14 estádios, incluindo Anacleto, Pacaembu e Canindé

Locais não poderão ser utilizados na primeira fase da Copa do Brasil; Recife tem dois vetados - Aflitos e Arruda


RIO - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou nesta quarta que 14 estádios, entre eles o Anacleto Campanella, Canindé e Pacaembu estão vetados para jogos da primeira fase da Copa do Brasil por não possuírem todos os laudos técnicos de segurança, que seriam emitidos pelo Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Vigilância Sanitária.

Os três estádios paulistas não tem, de acordo com a entidade, os laudos técnicos do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária. O único estádio que não tem nenhum dos três laudos exigidos é o Albertão, em Teresina, no Piauí, que será a casa de Barras e River. Todos os times envolvidos terão de procurar outro estádio para jogar nesta primeira fase.

Entre os mais conhecidos estão, além dos dois citados acima, o Arruda (Santa Cruz), o Aflitos (Náutico), ambos em Recife, o Mané Garrincha, em Brasília, e o Alfredo Jaconi, do Juventude, em Caxias do Sul. O veto, reforça a entidade, vale só para a primeira fase, se conseguirem os laudos até meados de março, ou seja, antes do início da próxima fase.

A lista dos 14 estádios vetados até o momento é:
Aflitos (Náutico) - Recife (PE)
Albertão (Barras e Ríver) - Teresina (PI)
Alfredo Jaconi (Juventude) - Caxias do Sul (RS)
Anacleto Campanella (São Caetano) - São Caetano do Sul (SP)
Arruda (Santa Cruz) - Recife (PE)
Baenão (Remo) - Belém (PA)
Canindé (Portuguesa) - São Paulo (SP)
Conselheiro Galvão (Madureira) - Rio de Janeiro (RJ)
Geraldão (Cacerense) - Cáceres (MT)
Mané Garrincha (Brasiliense e Guará) - Brasília (DF)
Nhozinho Santos (Maranhão) - São Luís (MA)
Pacaembu (Corinthians) - São Paulo (SP)
Ribeirão (Roraima) - Boa Vista (RR)

Douradão (Cene) - Dourados (MS)

Leão corta Fábio Costa da concentração do Santos

Goleiro é afastado por causar problemas à comissão técnica; reunião nesta quinta tenta acalmar o clima

Sanches Filho - O Estado de S. Paulo


SÃO PAULO - Fábio Costa discutiu com um membro da comissão técnica do Santos (o auxiliar Pedro Santilli) no Recanto dos Alvinegros, no começo da tarde desta quarta-feira, e foi cortado da concentração por Leão. Dificilmente o goleiro enfrentará o Barueri, na Vila Belmiro, embora tenha conseguido marcar, através do presidente Marcelo Teixeira, uma reunião com o técnico para a tarde desta quinta. Caso ele não jogue, deve atuar o reservar Felipe.

De acordo com uma fonte, nos últimos dias Fábio Costa tem criado inúmeros problemas para a comissão, discutindo e até ameaçando usar de truculência. Ao tomar conhecimento da decisão de Leão, o presidente santista mandou colocar no site oficial do clube uma nota de esclarecimento, dizendo que o treinador sentiu o goleiro irritado e o aconselhou a passar a noite com a família, além de confirmar a reunião marcada para esta quinta.

Na véspera do jogo contra o Juventus, Fábio Costa, irritado com a divulgação de uma notícia de que ele voltou das férias oito quilos acima do peso, se recusou a descer para almoçar e jantar. A nutricionista procurou orientá-lo e o goleiro desligou o telefone, recusando-se a conversar com ela. Em seguida, ele se justificou com o técnico, afirmando que havia se alimentado com frutas.

Internamente, Fábio Costa tem dito em tom ameaçador que quer descobrir quem divulgou o seu peso "para dar porradas". O clima piorou com a entrevista que Fábio Costa deu, ao sair de campo após a derrota do Santos contra o Juventus, em Santo André, dizendo, inclusive, que faltava homem no time. Depois se desculpou com Leão, mas não escapou de uma bronca. E nesta quarta uma discussão com um dos membros da comissão técnica foi a gota d'água para Leão. Procurado para falar sobre a situação do goleiro, o técnico não atendeu o celular.

São Paulo acerta venda de Souza para Paris Saint-Germain

Jogador é negociado por R$ 10,5 milhões e não participa do jogo contra o Rio Claro pelo Paulistão

Alfredo Luiz Filho - O Estado de S. Paulo


Souza viaja nos próximos dias para a França

Arquivo/AE

Souza viaja nos próximos dias para a França

SÃO PAULO - Bem que a diretoria são-paulina tentou segurar Souza, mas não teve jeito. Na tarde desta quarta-feira, o clube confirmou a venda do jogador para o Paris Saint-Germain. Os franceses desembolsarão cerca de 4 milhões de euros (R$ 10,5 milhões), sendo que o São Paulo ficará com 3,5 milhões de euros (R$ 9 milhões), já que o empresário Luiz Taveira abriu mão de boa parte do que tinha direito para facilitar a saída de seu cliente.

"É um desfalque mais sério do que quando perdemos o Leandro", afirmou o superintendente de futebol do São Paulo, Marco Aurélio Cunha. "Tecnicamente é uma grande perda, mas foi um excelente negócio."

A pressa do clube francês em fechar o negócio tem explicação: o prazo de transferências para o futebol europeu termina nesta quinta-feira - depois disso, só no meio do ano. O interesse em Souza, no entanto, só surgiu depois que o PSG viu frustradas as tentativas de tirar o sérvio Milos Krasic do CSKA Moscou, da Rússia - clube dos brasileiros Vágner Love, Daniel Carvalho, Jô e Dudu Cearense. Os russos pediam cerca de 7 milhões de euros (R$ 18,5 milhões) e não houve negócio.

Souza foi surpreendido com a notícia quando estava na concentração do São Paulo, já que seria titular na partida desta quarta-feira à noite, contra o Rio Claro, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. Ele se despediu do restante do elenco e deverá embarcar para a França nesta quinta mesmo, para realizar exames médicos e assinar contrato.

A ida de Souza para o futebol europeu pode ser encarada também como uma vitória pessoal do presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio. Mesmo diante do assédio do Grêmio, no início do ano, o dirigente bateu o pé e sempre deixou claro que o jogador só trocaria o Morumbi por um clube do exterior. E foi o que aconteceu.

Aos 28 anos, Souza estava no São Paulo há quase cinco anos. Chegou logo após o Campeonato Paulista de 2003, em que chamou a atenção na Portuguesa Santista. Agora, deixa o Morumbi como bicampeão brasileiro (2006 e 2007) e campeão paulista, da Libertadores e do Mundial de Clubes. Ao todo, ele participou de 232 jogos com a camisa são-paulina - só fica atrás do goleiro Rogério Ceni (776) no atual elenco - e anotou 35 gols.

Quem não deve ter gostado nem um pouco da venda do jogador é o técnico Muricy Ramalho, já que o time perde um de seus jogadores mais versáteis. Apesar de ser meia, Souza se destacou no São Paulo como ala-direito (foi eleito o melhor da posição no Campeonato Brasileiro de 2006) e também chegou a atuar como volante.

Com a saída de Souza, Muricy passou a contar com apenas três meias no elenco: Jorge Wagner, Hugo e Carlos Alberto - e o contrato deste último vai só até a metade do ano.

Corinthians fica em um empate sem gols com o Sertãozinho

Sem perdigão, expulso, desde os 29 do 1.º tempo, corintianos se contentam com 1 ponto fora de casa

Rafael Argemon - estadao.com.br


Expulsão de Perdigão acabou prejudicando o Corinthians, que não passou de empate sem gols

Celio Messias/AE

Expulsão de Perdigão acabou prejudicando o Corinthians, que não passou de empate sem gols

SÃO PAULO - Com um jogador a menos desde a metade do primeiro tempo, o Corinthians se contentou em segurar um fraco empate sem gols com o Sertãozinho, na noite desta quarta-feira, e segue se mostrando inconstante no Paulistão.



O primeiro tempo da partida foi muito equilibrado, mas chances de real perigo, uma para cada lado. A primeira foi com o Sertãozinho, aos 20, a bola sobrou para Thiago Silvy na direita, o atacante acertou uma bomba contra a meta corintiana, mas Felipe defende.

No minuto seguinte, Finazzi recebeu um belo passe Dentinho e chutou forte, obrigando Lauro a fazer uma bela defesa com a mão direita, na sobra Dentinho chutou em cima do goleiro do Sertãozinho, que espalmou a bola para a linha de fundo.

Mas aos 29, o volante Perdigão, que já tinha um cartão amarelo, faz falta dura e é punido com o segundo, deixando o Corinthians com um jogador a menos. Porém, o time não demonstrava ter sentido muito o golpe, só que a partir dos 35, quando Mano Menezes sacou Acosta para a entrada de Bóvio. Isso acabou fazendo os corintianos recuarem demais e deu confiança ao Sertãozinho, que passou a pressionar muito, mas sem muita objetividade.

Para a segunda etapa o técnico do Corinthians veio com duas substituições: Coelho no lugar de Carlão e o argentino Herrera - estreando com a camisa corintiana - no lugar de Finazzi. Já Barbieri, que contava com um homem a mais, colocou seu time para frente. Tirou o volante Ceará e colocou o atacante Rodrigo Silva.

As mudanças acabaram mostrando-se mais efetivas para o Sertãozinho, que tinha muito mais posse de bola que o Corinthians, mas esbarrava nas duas linhas de quatro jogadores que Mano Menezes montou. Já os corintianos apelavam para os chutões para Herrera, que mostrava muita disposição, mas só isso.



Mas na primeira troca de passes do Corinthians, aos 21 minutos, a primeira grande chance da segunda etapa. Dentinho escapou pela esquerda e tocou para o lateral-esquerdo André Santos, que cortou o zagueiro adversário e chutou forte contra a meta do Sertãozinho, mas Lauro faz outra defesa incrível e salva seu time de levar o primeiro gol do jogo.

Pelo Sertãozinho, a grande oportunidade foi de Wesley, que havia entrado no segundo tempo. Aos 36, o atacante fez fila na grande área corintiana e chegou até a driblar Felipe, mas perde o domínio e saiu com bola e tudo pela linha de fundo.

Porém, como na etapa inicial, um chute perigoso para cada lado e só. O jogo fui truncado de baixo nível técnico, onde o Corinthians, prejudicado por uma expulsão ainda na metade do primeiro tempo, quase que apenas se defendeu, e o Sertãozinho, mas na base do 'abafa', tentou, mas não teve qualidade para sair vencedor na noite desta quarta-feira.

Com golaço de Jorge Wagner, São Paulo derrota Rio Claro

Equipe do Morumbi não faz uma grande atuação, mas vence rival por 3 a 1 e mantém invencibilidade no Paulistão

André Rigue - estadao.com.br


Adriano marcou o seu 1.º gol no Morumbi

Paulo Pinto/AE

Adriano marcou o seu 1.º gol no Morumbi

SÃO PAULO - O São Paulo voltou a apresentar um futebol burocrático nesta quarta-feira, mas foi o suficiente para derrotar o Rio Claro por 3 a 1, pela quinta rodada do Campeonato Paulista, em jogo disputado no Estádio do Morumbi. Com o resultado, a equipe foi a 11 pontos - é a única invicta entre os 20 participantes.

Antes do jogo, o técnico Muricy Ramalho recebeu uma notícia não muito agradável. O meia Souza, que estava concentrado, foi vendido para o Paris Saint-Germain por cerca de 4 milhões de euros (R$ 10,5 milhões). Com isso, o treinador teve de iniciar a partida com Hugo entre os titulares.

Mesmo atuando diante de um adversário retrancado (o Rio Claro jogou com três zagueiros), o São Paulo foi pouco criativo. Travado em campo, o time só conseguiu chegar à grande área do rival através das bolas aéreas alçadas por Jorge Wagner (principalmente) e Richarlyson.

A melhor chance do São Paulo no primeiro tempo surgiu aos 25 minutos, através de uma falta. O lateral Joílson foi derrubado na entrada da área pelo volante Vieira. Na cobrança, o goleiro Rogério Ceni bateu forte, mas o goleiro Luis Henrique espalmou e jogou para fora da área.

Muricy deixou o campo com uma cara fechada. Sinal de que ele deu uma "sacudida" no grupo no intervalo. No entanto, a bronca não surtiu efeito e os jogadores começaram a segunda etapa apáticos. Perigo mesmo só através da bola aérea e das cobranças de falta.


E foi de tanto insistir no chuveirinho que o São Paulo acabou inaugurando o marcador. Aos 14 minutos, Jorge Wagner levantou a bola na área e o atacante Adriano subiu mais do que os marcadores para fazer - foi o terceiro gol do Imperador com a camisa tricolor.

Mesmo com a desvantagem no marcador, o Rio Claro continuou a se defender. Todavia, aos 27 minutos o zagueiro Miranda deu um carrinho dentro da área para tentar roubar a bola de Mirandinha. Atabalhoado, ele tocou a mão na bola e o árbitro deu pênalti. Vieira foi perfeito na cobrança e empatou.

Mas os 6.049 são-paulinos que enfrentaram o frio e a chuva no Morumbi não deixaram o campo triste. Aos 38 minutos, Jorge Wagner fez um golaço ao acertar uma bomba de fora da área, no ângulo do goleiro Luis Henrique. A vitória, no entanto, foi coroada pelo volante Hernanes, que aproveitou rebote na área para aumentar o marcador nos acréscimos.


quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Maldonado é a nova contratação do Fenerbahçe de Zico

Volante chileno assina com o clube turco por um ano e meio e será apresentado nesta quarta-feira


ISTAMBUL - O volante chileno Maldonado finalmente resolveu sua situação e seu destino não será o Palmeiras, mas sim a Turquia, mais precisamente o Fenerbahçe, time treinado por Zico.

Maldonado, de 26 anos, fechou um contrato de um ano e meio e será apresentado no clube turco nesta quarta-feira.

O chileno jogou no Santos nos últimos três anos, mas já havia se desligado do clube no início do mês de janeiro, depois do término de seu contrato.

Antes do time da vila Belmiro, Maldonado defendeu as cores do Cruzeiro e São Paulo, no Brasil, e do Colo-Colo, no Chile.

Insatisfeito, Leão faz mudanças para encarar o Barueri

Mesmo vencendo o Bragantino, técnico dos Santos promove Alemão e volta de Marcinho Guerreiro

Sanchez Filho - O Estado de S. Paulo


SANTOS - Emerson Leão está assustado com a demora de alguns titulares, como Rodrigo Souto e Rodrigo Tabata, estão tendo para recuperar o ritmo de jogo, e acena com mudanças no meio-de-campo e no ataque para melhorar o Santos no jogo contra o Barueri, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro.

Marcinho Guerreiro cumpriu suspensão pelo terceiro amarelo e será uma das mudanças. A outra deve ser o garoto Alemão, voltando a formar com Tiago Luís a dupla que fez sucesso na Copa São Paulo de Juniores, no lugar de Kléber Pereira. O centroavante titular ainda sente dores no tornozelo direito e tem poucas chances de ser escalado.

Adriano, com conjuntivite, por ser outro desfalque. O treinador se queixa da falta de um meia-armador para substituir Pedrinho e Petkovic que foram embora. Essa é considerada por ele a posição mais carente e principal razão para o fraco desempenho do ataque no início do Campeonato Paulista. Nesta quarta-feira, o próprio Leão apontou um dado preocupante: a equipe foi pior na vitória por 2 a 0 contra o Bragantino, domingo passado, na Vila Belmiro, do que na derrota por 3 a 1 diante do Juventus, na semana passada, em Santo André.

"Contra o Juventus, tivemos seis chances e só marcamos um gol e no domingo tivemos apenas uma oportunidade e ganhamos por 2 a 0, já que o segundo gol saiu num acidente de trabalho de Gleguer [goleiro do Bragantino]", reconheceu o treinador. Porém destacou que o resultado foi importante por ter tirado o time de uma situação aflitiva no Campeonato Paulista, além de ter sido a primeira vitória no ano, porém avisa que não há motivo para comemorações.

"O resultado não escondeu a realidade. Tivemos grandes dificuldades. Ainda bem que quando mais precisávamos, surgiu o segundo gol", disse Leão, admitindo que quando o Santos consolidou a conquista dos três pontos, o adversário já merecia o empate.

Outro jogador que vem sendo motivo de preocupação constante é Kléber Pereira. Mesmo produzindo abaixo do normal, ele é um dos titulares absolutos e que só precisa fazer um gol para sair da má fase, segundo Leão. "A ausência de Kléber [Pereira] está quase confirmada porque seu tornozelo ainda está inchado e doendo. E se não puder jogar contra o Barueri será ruim para ele que está querendo se recuperar."

No coletivo desta quarta de manhã, no CT Rei Pelé, Leão vai confirmar o time que entra em campo nesta quinta. E já avisou que não apenas Alemão - atacante de 18 anos -, como todos jogadores com contrato em vigência podem ser escalados. Quanto a Kléber, ele deixou claro que não acredita na sua saída. "A menos que até amanhã [quinta-feira] chegue uma proposta de US$ 20 milhões de um Real Madrid."

Quando assumiu, o técnico percebeu que o lateral-esquerdo era a solução para os seus problemas, em quaisquer circunstâncias. Se ele fosse negociado para o exterior, com parte do dinheiro Marcelo Teixeira contrataria dois ou três reforços. Também podia ser envolvido numa troca por dois ou três bons jogadores, como foi tentado com o São Paulo, e permanecendo é o jogador diferenciado e referência para os garotos que estão subindo, como provou no domingo, mesmo ainda estando fora de forma.


Discussão confirmada

Leão confirmou a discussão com Fábio Costa na concentração do Recanto dos Alvinegros na véspera do jogo contra o Juventus. O goleiro não desceu do seu apartamento para almoçar e nem para jantar, alegando que tinha se alimentando com frutas. Mas negou que tinha havido uma forte discussão com necessidade de intervenção de terceiros e disse que se isso tivesse acontecido, o goleiro não teria ido para o jogo.


Novo nome para o gol

Douglas, goleiro de 24 anos de idade que estava em experiência e assinou contrato de três anos, na segunda-feira, foi uma indicação do diretor de futebol, Luiz Antônio Ruas Capella. E teve a aprovação do auxiliar-técnico Pedro Santilli, com quem trabalhou no Sertãozinho, no ano passado. Curiosidade: Douglas já passou pelo Iraty, pequeno clube paranaense que cedeu inúmeros jogadores ao Santos quando Luxemburgo era o técnico. E nenhum vingou.

Em Piracicaba, Palmeiras estréia sua nova linha ofensiva

Diego Souza e Lenny são as esperanças do time de Luxemburgo para marcar gols contra o Ituano, às 19h30

Juliano Costa - Jornal da Tarde


Lenny terá seu primeiro contato com a torcida palmeirense na noite desta quarta

Ernesto Rodrigues/AE

Lenny terá seu primeiro contato com a torcida palmeirense na noite desta quarta

PIRACICABA - Saudosos do tempo em que o XV de Novembro era uma força do interior paulista, os torcedores de Piracicaba terão o privilégio de ver nesta quarta-feira a estréia da nova linha ofensiva do Palmeiras, com Valdivia, Diego Souza, Lenny e Alex Mineiro. O adversário é o Ituano e o jogo começa às 19h30 - com transmissão online do estadao.com.br -, no estádio do XV, o Barão de Serra Negra, já que o gramado do Palestra Itália continua em reforma.

Nesta terça-feira, já em Piracicaba, o técnico Vanderlei Luxemburgo comandou um treino secreto com as presenças dos estreantes Lenny e Diego Souza entre os titulares. Assim, Luiz Henrique e William treinaram entre os reservas. Ele, no entanto, proibiu a presença de jornalistas para poder treinar jogadas ensaiadas longe das câmeras.

Lenny e Diego Souza dependiam do atestado liberatório dos clubes portugueses em que atuavam - o primeiro estava no Sporting Braga e o segundo pertencia ao Benfica. E a diretoria palmeirense já conseguiu regularizar a documentação de ambos para a estréia nesta quarta-feira.

O nome de Diego Souza, ao contrário do de Lenny, ainda não apareceu como jogador do Palmeiras no site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas isso não impede sua participação no jogo desta quarta-feira. "Para o Campeonato Paulista, o que importa é a liberação da federação estadual, e nós recebemos hoje (terça-feira) essa carta", informou o gerente de futebol do clube, Toninho Cecílio. "É por isso que estamos seguros e o Diego vai para o jogo."

Dos sete reforços contratados até o momento pelo Palmeiras, Lenny e Diego Souza são os que vêm criando mais expectativas. Ambos foram revelados pelo Fluminense, mostraram talento em campo, mas andaram derrapando fora dele. Com Luxemburgo por perto, a diretoria não tem dúvidas de que eles têm tudo para brilhar com a camisa palmeirense.

Além deles, outros dois reforços já vêm jogando: o lateral-direito Elder Granja e o atacante Alex Mineiro. Já o meia Léo Lima, o atacante Jorge Preá e o zagueiro Henrique ainda não têm data para estrear - este último será finalmente apresentado oficialmente na tarde de quinta-feira, na Academia de Futebol.

Vindo de um empate em 2 a 2 com o Mirassol, sábado passado, em Barueri, o Palmeiras precisa de uma vitória nesta quarta-feira para continuar próximo da Ponte Preta, que lidera o Paulistão com 12 pontos - quatro a mais do que o time palmeirense.

Clima

Depois de mandar dois jogos do Paulistão em Barueri, o Palmeiras mobilizou Piracicaba, cidade que está há 12 anos sem ver uma partida de primeira divisão. O Estádio Barão de Serra Negra, com gramado novo, deverá estar lotado nesta quarta-feira: foram 17 mil ingressos colocados à venda.

Nesta terça-feira, os torcedores locais, saudosos dos tempos em que o XV de Piracicaba era uma força do interior, passaram horas na fila, sob chuva incessante, para garantir lugar na festa. Os ingressos de arquibancada, vendidos a R$ 30 no guichê, custavam o dobro nas mãos dos cambistas.


Como a reforma do gramado do Palestra Itália está no fim, a expectativa da diretoria palmeirense é que o jogo desta quarta -feira seja o último como mandante longe de casa. "O bom de jogar no interior é que o Palmeiras tem muita torcida espalhada por todas as cidades. É como jogar sempre em casa", disse o zagueiro Gustavo, natural de Campinas. "O carinho do torcedor do interior com o Palmeiras é muito grande", emendou o volante Martinez, nascido em Magda, região de São José do Rio Preto.

Política

Nos bastidores, a diretoria palmeirense pôde comemorar a aprovação do balanço de 2007 em votação no Conselho Deliberativo do clube, realizada na noite de segunda-feira. As contas foram aprovadas com 159 votos a favor e 76 contra (foram 17 abstenções), apesar do déficit de R$ 24 milhões acumulados durante o ano.

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Robinho quer ser o melhor do mundo com a camisa do Real

Representante do jogador, Wagner Ribeiro diz que atleta está feliz por 'jogar e ter o seu filho ao seu lado'

Efe


Robinho homenageia o filho em gol pelo Real

Arquivo/AE

Robinho homenageia o filho em gol pelo Real

MADRI - O representante do atacante Robinho, Wagner Ribeiro, afirmou nesta terça-feira que o jogador está muito feliz no Real Madrid e quer alcançar o status de melhor do mundo durante sua passagem pelo clube espanhol.

"Robinho está trabalhando muito feliz no Real Madrid para cumprir seu sonho, que é conquistar a Liga dos Campeões, o Campeonato Espanhol e ser o número um do mundo", afirmou o empresário, que também gerencia a carreira do atacante Tiago Luís, nova revelação do Santos.

"Ele tem todos os motivos para jogar bem, pois sua cabeça está apenas no Real Madrid, e com seu filho perto dele. Não estamos surpresos porque sabemos de seu potencial", comentou Ribeiro, que disse não ter recebido ofertas pelo brasileiro.

Segundo o agente do jogador, Robinho também está muito satisfeito com o trabalho do treinador alemão Bernd Schuster: "Ele lhe dá toda a liberdade para jogar o futebol da forma como gosta e sabe", afirmou.

Recuperado, Ronaldinho treina normalmente no Barcelona

Brasileiro pode retornar aos gramados na partida desta quarta-feira contra o Villarreal, na Copa do Rei

Efe


Ronaldinho demonstrou alegria no treino do Barça

Albert Gea/Reuters

Ronaldinho demonstrou alegria no treino do Barça

BARCELONA - O meia-atacante brasileiro Ronaldinho Gaúcho treinou normalmente no Barcelona, um dia após ter recebido oficialmente alta médica depois de ficar mais de um mês lesionado.

O brasileiro, que já superou a tendinite patelar que o deixou de fora de todos os jogos do Barcelona até agora este ano, participou do aquecimento e dos treinamentos no mesmo ritmo que o restante da equipe.

Devido à recuperação, Ronaldinho já poderá retornar à equipe na partida da quarta-feira contra o Villarreal, pela Copa do Rei. No jogo de ida, no campo do adversário, o Barça segurou um empate em 0 a 0, e agora decide em casa uma vaga às semifinais do torneio.

Palmeiras contrata Henrique; Denilson também pode fechar

Traffic, enfim, acerta o pagamento ao Coritiba e zagueiro deve se apresentar nos próximos dias

Cosme Rímoli - Jornal da Tarde


SÃO PAULO - O Palmeiras conseguiu finalmente fechar a sua sétima contratação de 2007. A Traffic acertou nesta segunda-feira o pagamento ao Coritiba, e Henrique, que vinha realizando treinos físicos numa academia próxima ao Palestra Itália, já pode ser considerado como novo atleta de Vanderlei Luxemburgo. O treinador pediu a sua contratação porque vê um enorme potencial no jogador, um dos destaques do time paranaense na conquista do título da Série B.

O impasse foi grande, porque ex-dirigentes do Coritiba tinham parte dos direitos econômicos sobre o jogador e havia pendências judiciais a resolver. O acordo aconteceu no fim da tarde, e não houve tempo para a diretoria apresentar formalmente o jogador.

A atração no coletivo desta segunda-feira foi o atacante Denilson, ex-São Paulo, que formou o ataque do time reserva com Lenny. Ele se mostra vez mais à vontade na equipe, na qual já havia treinado durante o ano passado, mas a diretoria afirma que não está negociando para contratar o jogador - que oficialmente apenas mantém a forma na Academia de Futebol.

"O Denilson é um grande jogador, tem história até na seleção brasileira. Mas ainda não começamos qualquer negociação com ele", diz o gerente de futebol, Toninho Cecílio. Em conversas com amigos, o atacante, que atuou nos Estados Unidos em 2007, tem deixado claro que quer jogar pelo Palmeiras. Ele sabe que não ganhará salário tão alto como poderia receber na Europa, mas ele alega que quer voltar a atuar no Brasil.

Aos dirigentes do Palmeiras, Luxemburgo já antecipou que o clube pode confiar que, com ele, Denilson não criará problemas disciplinares.

A diretoria também nega o interesse da Fiorentina na contratação do volante Martinez. Segundo a imprensa italiana, um funcionário do clube esteve em Barueri no sábado, para acompanhar o jogo contra o Mirassol, e a proposta giraria em torno de 3,5 milhões de euros. O jogador também desmente qualquer oferta.

Mano aprova Corinthians, mas deve mudar contra o Sertãozinho

Para conseguir mais uma vitória no campeonato, técnico deve optar por um esquema mais ofensivo nesta quarta

Vítor Marques - Jornal da Tarde


Mano quer o Corinthians sufocando o Sertãozinho

Arquivo/AE

Mano quer o Corinthians sufocando o Sertãozinho

SÃO PAULO - Embora tenha ficado satisfeito com o resultado do clássico de domingo, Mano Menezes estuda retomar a formação que venceu o Paulista, na semana passada, para a partida de quarta-feira contra o Sertãozinho, em Ribeirão Preto. Se contra um grande rival, o São Paulo, o técnico privilegiou a defesa, com a entrada de um terceiro zagueiro em campo, diante do modesto Sertãozinho, que não disputa nem a Série C do Brasileiro, o Corinthians vai buscar o ataque.

"O que vou levar em consideração é que o São Paulo ataca mais que o Sertãozinho. Se enfrento um adversário que me ataca menos, preciso jogar mais no campo dele", afirmou o treinador corintiano. Essa deve ser a estratégia de Mano Menezes para a disputa do Campeonato Paulista: só expor o time diante dos pequenos do interior. "O Sertãozinho está no meio tabela, e joga no erro adversário."

O técnico Mano Menezes comandará nesta terça-feira um treino na cidade de Cravinhos, município próximo de Ribeirão Preto, e só depois divulgará a escalação da equipe. A tendência é que Everton Ribeiro, um dos destaques da vitória contra o Paulista, entre novamente no meio-de-campo na vaga de Carlão, que jogou o clássico. "É uma possibilidade", disse Mano. "Apresentamos esse equilíbrio (defesa e ataque) contra o Paulista. Acho que as vezes nossos jogadores da frente estão muito distantes dos do meio-campo. Precisamos de mais aproximação", completa o treinador corintiano.

Para o lateral André Santos, a entrada de Everton Ribeiro deixa o lado esquerdo corintiano com mais força. "Com ele, eu tenho mais facilidade para jogar. O Everton é canhoto, como eu, e traz a bola para o lado esquerdo", afirma o jogador, que marcou um gol contra o time de Jundiaí. Ele confirma a postura mais defensiva nos duelos contra os grandes. "Não subi muito. Era clássico e tinha de priorizar a marcação."

BOM COMEÇO

Sobre as quatro rodadas iniciais, Mano Menezes traçou um balanço positivo do Corinthians. Disse que o time está rendendo dentro do esperado e lamentou a derrota para o São Caetano. "Deixamos escapar um jogo que não precisávamos. Mas já esperava dificuldades para montar a equipe", afirmou ele, que achou "justo" o empate no clássico. "Os números mostraram que houve equilíbrio de oportunidades, talvez mais claras para o nosso lado", disse ele.

Mano Menezes também comentou sobre os lances polêmicos da arbitragem do jogo de domingo. "A subjetividade de cada um deve ser respeitada. Precisa ficar claro que o Corinthians fez um bom clássico", afirmou ele, descartando que o Corinthians tenha sido favorecido pelo juiz Sálvio Spínola.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Luxemburgo cobra atenção ao Palmeiras após empate

Técnico evita apontar culpados e diz que irá manter o esquema de revezamento na armação da equipe


O técnico Vanderlei Luxemburgo ficou visivelmente incomodado com o empate palmeirense

José Patrício/AE

O técnico Vanderlei Luxemburgo ficou visivelmente incomodado com o empate palmeirense

SÃO PAULO - O Palmeiras liderou o placar por duas vezes, mas em ambas cedeu o empate ao Mirassol, por 2 a 2, na noite deste sábado, em Barueri. Apesar disto, o técnico Vanderlei Luxemburgo evitou apontar culpados e disse que irá manter o esquema de revezamento na armação da equipe.

"Trabalho em cima de um resultado no campeonato, e não apenas em um jogo. Acho que é preciso que o Valdivia faça mais isto o que ele já faz, mais um drible, mais um passe, mais uma jogada bonita", disse o treinador. "Mas quando ele está bem marcado, como contra o Mirassol, é preciso que outro venha fazer esta função, como fizeram o Alex Mineiro e o Luiz Henrique."

Alex Mineiro concordou com a posição do treinador, de manter o revezamento no ataque. "Como o Valdivia sempre recebe uma marcação forte, o Luxemburgo pede para a gente voltar um pouco para compor o meio-campo e ajudar a armar as jogadas. Isto é bom e espero que continue assim, afinal, num time, todos precisam se ajudar."

Sobre os dois empates, Luxemburgo evitou culpar alguém, mas espera que o resultado sirva como lição. "Não vou comentar sobre quem deveria estar fazendo a cobertura no lance do segundo gol do Mirassol, se era o Valmir, se era Dininho ou se era o Pierre. Isto é um assunto para ser discutido internamente".

"Fizemos o segundo gol no final do jogo e buscamos o terceiro. Não havia necessidade. Meu time precisa saber ganhar um jogo de futebol. Precisa parar o jogo, fazer falta e até receber cartão amarelo. Isso é um aprendizado e vou passar para minha equipe", explicou o treinador.

Sissoko realiza exames médicos para assinar com Juventus

Clube italiano deve pagar algo em torno de 11 milhões de euros para contar com o jogador

Efe


TURIM - O volante malinês Sissoko, do Liverpool e que participa da Copa Africana de Nações com a seleção de seu país, está em Turim realizando exames médicos para ser contratado pela Juventus de Turim.

Sissoko recebeu permissão do técnico de Mali para viajar até a Itália, onde está realizando exames médicos antes de assinar o contrato que o vinculará a equipe de Turim até o dia 30 de junho de 2012.

Sissoko nasceu no dia 22 de janeiro de 1985 e disputou as duas últimas temporadas e meia pelo Liverpool, para onde chegou procedente do Valencia.

Por enquanto, não foram revelados os valores do acordo entre a Juventus e o Liverpool, mas algumas fontes estimam que a transferência seria de cerca de 11 milhões de euros, mais outros dois milhões caso a equipe de Turim termine entre os quatro primeiros colocados do Campeonato Italiano na atual temporada. Segundo algumas fontes, Sissoko receberia cerca de 2,5 milhões de euros líquidos por temporada.

Quem já assinou seu contrato com a Juventus é o zagueiro Mellberg, que defende o Aston Villa e que não deve chegar à Juve antes do dia primeiro de julho, data na qual termina seu contrato com a equipe inglesa, informou o time italiano.

Mellberg, que nasceu no dia 3 de setembro de 1977, assinou um contrato com a Juventus até o dia 30 de junho de 2011.

Santos confirma a renovação do contrato de Tiago Luís

Atacante de 18 anos foi destaque na Copa São Paulo de Juniores, com oito gols anotados


SANTOS - A boa estréia na equipe principal do Santos fez com que o atacante Tiago Luís atraísse a atenção de grandes clubes, como o Real Madrid. Ciente de que o assédio virá com força, a diretoria do Santos "reforçou" o contrato do jogador, que foi um dos destaques da última Copa São Paulo de Juniores.


O atacante de apenas 18 anos assinou um contrato de cinco anos com o Santos, de acordo com anúncio oficial, divulgado pelo site do clube santista, momentos antes do jogo da estréia de Tiago Luís, que marcou um dos gols da vitória por 2 a 0 diante do Bragantino, no domingo.

Apesar do anúncio, a atual diretoria santista não informou o valor da multa rescisória do contrato do jogador, mas estima-se que esteja em torno de US$ 45 milhões (aproximadamente R$ 76,5 milhões).

Tal decisão da diretoria mostra que o caminho a ser adotado é o mesmo de 2002 quando, sem recursos financeiros, a categoria de base foi muito utilizada na montagem da equipe que viria a conquista o Brasileirão de tal ano, com destaque para Robinho e Diego.

Arbitragem no clássico foi normal para presidente da comissão

Marcos Marinho não tem opinião fechada sobre o gol anulado de Adriano e nega veto ao árbitro Salvio Fagundes


SÃO PAULO - O presidente da Comissão Estadual de Arbitragem do Futebol, coronel Marcos Marinho, anunciou que o árbitro Salvio Spínola Fagundes Filho não será punido pelos problemas que teve no clássico São Paulo 0 x 0 Corinthians, onde os lances mais polêmicos foram um pênalti em Dagoberto não foi marcado e um gol de Adriano foi anulado.

Sobre o gol anulado, Marinho não teve uma opinião definitiva. "É um lance puramente interpretativo e o árbitro marcou falta. Eu tenho duas opiniões, por um ângulo dou falta, por outro não. Foi difícil, um jogo de muito contato, com jogadores ainda fora de forma. Acho que foi uma arbitragem regular por tudo o que aconteceu", disse, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Martinho fez questão de salientar que nenhum árbitro será vetado em qualquer jogo do Campeonato Paulista, como o São Paulo já anunciou que fará. "Na Federação Paulista de Futebol não tem essa de veto, evidente que você tem de precaver e preservar, mas temos 30 árbitros e qualquer um em condições de apitar. O Salvio foi sorteado, e não escalado."

Ele ainda encara o protesto são-paulino como normal. "Árbitro não entra com predisposição de prejudicar time A ou B. São observações passionais e não trabalho com essa preocupação. O Marco Aurélio Cunha defende sua equipe, discutimos futebol, considero isso normal", emendando ainda sobre uma possível repetição de erros de Fagundes em jogos do time tricolor. "Não sei dizer [de erros constantes], desconheço esses dados, eu levo em consideração a parte emocional que entra em todas as equipes neste momentos, e considero a reclamação normal."

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

São Paulo decepciona e fica só no empate contra o Ituano

Ambas equipes jogam muito mal e não saem de um fraco 1 a 1 na noite desta quarta-feira, em Itu

Rafael Argemon - estadao.com.br


Maior estrela são-paulina, Adriano não joga bem no empate por 1 a 1 contra o Ituano

José Patrício/AE

Maior estrela são-paulina, Adriano não joga bem no empate por 1 a 1 contra o Ituano

ITU - O São Paulo foi a Itu e cometeu seu primeiro tropeço no Paulistão, ao não passar de um empate por 1 a 1 com o Ituano, na noite desta quarta-feira. Ambas equipes e abusaram dos passes errados e o resultado acabou sendo justo pelo pouco futebol apresentado.

Diferente da formação que deu preferência no São Paulo, o técnico Muricy Ramalho optou pelo 4-4-2 contra o Ituano na noite desta quarta-feira, dando chances para Souza no meio-campo e Borges no ataque. As mudanças resultaram em um time mais ofensivo, que desde o primeiro minuto de jogo pressionava muito os donos da casa, que apostavam no contra-ataque sobre uma defesa são-paulina mais frágil que de costume.

Mas a primeira etapa foi muito abaixo do que se esperava, com um futebol fraco e sem muita objetividade de ambas equipes. Tanto que o primeiro chute a gol só saiu aos 24 minutos, quando o ala-esquerda Vinícius, do Ituano, arriscou de muito longe para uma fácil defesa de Rogério Ceni.
Em jogo com muitos erros


Adriano, aos 31, fez a primeira finalização são-paulina na partida, mas o chute passou muito longe da meta de Marcelo. Já os donos da casa, no minuto seguinte, desperdiçaram um grande chance com Alex Afonso, que recebeu um belo passe de Peter, mas, cara a cara com o gol do São Paulo, chutou em cima de Rogério Ceni, que espalmou a bola para a linha de fundo.

Aos 39, Richarlyson, cruzou da esquerda e Borges, impedido, disputou de cabeça com Márcio Alemão, que tocou para dentro das redes de sua própria meta, mas o assistente já levantava a bandeira invalidando a jogada.

Porém, o primeiro gol são-paulino não demorou a sair. Richarlyson sofreu falta na entrada da grande área aos 41, e Souza - que quase foi vendido ao Grêmio antes do Paulistão - acertou uma bela cobrança de falta, abrindo o placar para os visitantes.


No intervalo, o técnico Pintado, irritado com os muitos erros do setor ofensivo do Ituano, tirou sua dupla de ataque. Saíram Alex Afonso e Luís para as entradas de Felipe e Beto, respectivamente.

Mesmo com as mudanças, quem assustou primeiro na segunda etapa foi o São Paulo. Logo aos dois minutos, após um bate e rebate da área do Ituano, a bola sobrou para Souza, que acertou uma bomba no gol, mas Marcelo fez uma bela defesa.

Os são-paulinos seguiram melhor e quase ampliaram com uma bela cabeçada de Richarlyson, que subiu sozinho depois de escanteio cobrado da esquerda e, aos 20, acertou o travessão da meta do Ituano.



Mas o lance 'acordou' os donos da casa, que passaram a se lançar ao ataque. E a iniciativa não demorou a dar resultado. Aos 23, Felipe raspa de cabeça em um levantamento vindo de uma cobrança de falta da esquerda. A 'casquinha' enganou Rogério Ceni, que só pôde ver a bola morrer devagar dentro de seu gol.

Aos 38, Adriano culminou uma péssima apresentação desperdiçando uma das melhores chances de gol da partida. De frente para o gol, com o goleiro adversário já no chão, o atacante preferiu ajeitar uma bola que sobrou em seu pé direito, o 'errado', e acabou dando tempo para a defesa do Ituano se recuperar.


O São Paulo ainda teve mais uma boa chance já nos descontos do segundo tempo. Rogério Ceni bateu muito bem uma falta perto da grande área dos donos da casa, mas Marcelo saltou para fazer mais uma bela defesa.

Palmeirenses destacam 'pensamento de campeão' no Paulistão

Para o zagueiro Gustavo, equipe atuou diante do Marília da forma exigida pelo técnico Vanderlei Luxemburgo


Gustavo quer o Palmeiras atento na marcação

Arquivo/AE

Gustavo quer o Palmeiras atento na marcação

SÃO PAULO - Para o zagueiro Gustavo, o Palmeiras atuou diante do Marília com "pensamento de time campeão". A equipe venceu o duelo no Bento de Abreu por 1 a 0 e foi para sete pontos na tabela, ficando entre os quatro primeiros do campeonato - na segunda posição.

"É um torneio difícil e ainda estamos na terceira rodada", conta o zagueiro. "O Palmeiras veio para pegar o Marília com o pensamento de título. O professor [Vanderlei Luxemburgo] disse que nós temos de ter bons resultados no campeonato, e contra o Marília tivemos."

Gustavo analisou a forma de marcação e destacou a ajuda dos atacantes e dos meias de criação. "Tudo começa lá na frente. Os adversários acham que com três atacantes nós ficamos ofensivos, mas não é assim. Estamos trabalhando para ficar entre os primeiros."

Quem também destacou a forma de atuar do grupo foi o goleiro Diego Cavalieri, que segurou a pressão no final do jogo contra o Marília. "Mesmo com o campo difícil, conseguimos conquistar uma boa vitória fora de casa. Nosso pensamento é de brigar de igual para igual e chegar no lugar mais alto da tabela. Estamos no caminho certo".

O Palmeiras volta a campo pelo Paulistão neste sábado para enfrentar o Mirassol, na Arena Barueri, às 20h30, pela quarta rodada - o Palestra Itália não está sendo utilizado porque o gramado passa por reformas.

Ronaldinho Gaúcho receberá alta médica na próxima semana

Jogador está praticamente recuperado de uma lesão no joelho esquerdo e deve atuar contra o Villarreal

Efe


Ronaldinho não joga desde o começo do ano

Arquivo/AE

Ronaldinho não joga desde o começo do ano

BARCELONA - O meia-atacante brasileiro Ronaldinho Gaúcho, do Barcelona, receberá alta médica no início da próxima semana e poderá ser relacionado para a partida de volta das quartas-de-final da Copa do Rei contra o Villarreal.

Em comunicado médico, o Barcelona anunciou que Ronaldinho, que ainda não atuou este ano, já se recuperou da tendinite patelar no joelho esquerdo e vem treinando individualmente.

"O jogador está completando a última fase de sua recuperação. As dores desapareceram e, portanto, receberá alta médica no início da semana que vem. Todos os exames realizados deram bons resultados", afirma o boletim médico.

O brasileiro, que alega dores no joelho, vem desfalcando o clube desde o dia primeiro, já ficou de fora de seis partidas oficiais e não deverá atuar nos jogos desta quinta contra o Villarreal, em casa, pela Copa do Rei, e de domingo contra o Athletic Bilbao, fora de casa.

Ronaldinho também ficou de fora da convocação da última terça para o amistoso da seleção brasileira contra a Irlanda, em Dublin, no dia 6 de fevereiro.

Finazzi: 'Acho que dá para vencer o São Paulo'

Atacante terá um 'duelo particular' de artilheiros com Adriano e espera marcar gols e vencer no domingo


Finazzi não marcou gol contra o Paulista

Paulo Pinto/AE

Finazzi não marcou gol contra o Paulista

SÃO PAULO - A sensação de alívio no grupo de jogadores do Corinthians após a vitória na quarta-feira à noite sobre o Paulista, por 2 a 0, pode acabar no domingo, quando o time alvinegro disputará o clássico contra o arqui-rival São Paulo, às 16 horas, no Estádio do Morumbi. As atenções estarão voltadas para os artilheiros dos dois times: Finazzi e Adriano.



No lado corintiano, Finazzi admite o duelo e reforça o desejo comum de vários jogadores, que é vencer e marcar gols. "Acho que dá para a gente fazer uma boa partida e vencer o São Paulo. O duelo particular sempre é bom e se eu puder vencer e fazer gols, vai ser bom para mim e a equipe", diz.

A avaliação do atacante é de que, se vencer o time tricolor, o Corinthians pode enfim encontrar a paz que tanto precisa. "[O clássico] É um jogo bom de se jogar, com estádio cheio, rivalidade, serve como bom teste. Se a gente vencer, nos dá um pouco tranqüilidade. O São Paulo tem um pouco de favoritismo, mas estou confiante de que a gente possa vencer".

Seu discurso um pouco cauteloso é compartilhado por outros jogadores, que reforçam a necessidade de ajustes. "Temos de acertar o time para conseguir ganhar do São Paulo no domingo", diz, diretamente, Dentinho. "A partir desse jogo contra o Paulista a gente tira o modelo para enfrentar o São Paulo", fala Bruno Octávio, que aponta o fato de que não deve fazer marcação especial em nenhum dos adversários. "Acho que não é grudar [marcação individual] o que devemos fazer, cada um tem uma zona para proteger. Quem cair onde eu espero estar atuando, será marcado por mim", afirma.

Finazzi completa lembrando que o Corinthians vem de duas atuações completamente distintas. "Pode ser que a equipe não se encontre em algumas partidas, e eu espero que não seja no clássico, que demore um pouco para acontecer de novo. Deu para a gente aprender no jogo que perdemos para o São Caetano, e esperamos que isso não se repita no domingo."

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Palmeiras em clima de decisão contra o Marília

'Já é uma decisão. Se vencer, passamos o Marília e ficamos na frente de outro adversário', diz Martinez

Daniel Akstein Batista - O Estado de S. Paulo


SÃO PAULO - Milhões de reais investidos em reforços. Um treinador de ponta. E uma cobrança muito maior por títulos. Além da pressão, um novo discurso entrou na pauta do Palmeiras, ainda no começo do ano, apenas na terceira rodada do Campeonato Paulista: todo jogo é decisivo. É com este espírito que a equipe palmeirense enfrenta o líder Marília, a partir das 19h30, no Estádio Bento de Abreu, em Marília.

"Já é uma decisão. Se vencer, passamos o Marília e ficamos na frente de outro adversário", avisou o volante Martinez. Em dois jogos, o Palmeiras venceu Sertãozinho e empatou com o Santos - já o time do interior bateu Bragantino e Juventus e não levou nenhum gol no Paulistão.

O Palmeiras evita falar em favoritismo e também em pressão. "A chegada de Vanderlei (Luxemburgo) traz coisas boas e o time vem crescendo. É claro que com tudo isso a pressão aumenta, mas vejo pelo lado positivo", explicou Martinez.

Mas o próprio discurso de Luxemburgo e da diretoria palmeirense deixa claro a pressão sobre o time. "A medida que trazemos recursos, exigimos resultados", disse o diretor de futebol do clube, Genaro Marino. "Por parte da diretoria a cobrança será maior, a torcida vai querer vitórias."

Dos reforços contratados para esta temporada, apenas o lateral-direito Élder Granja e o atacante Alex Mineiro, que já tinham jogado nas duas partidas anteriores, vão estar em campo nesta quarta-feira. Diego Souza, Jorge Preá e Léo Lima ainda precisam entrar em forma. E o atacante Lenny, que estava nos planos de Luxemburgo para o jogo em Marília, ainda não teve sua inscrição regularizada.

Sem poder contar com Lenny, Luxemburgo deve manter a mesma equipe que não saiu do zero com o Santos, domingo passado, na Vila Belmiro. A única dúvida do treinador é entre o volante Makelele e o meia-atacante William, com mais chance para o segundo começar jogando.

Apesar disso, a ordem do treinador palmeirense é partir para cima do adversário. "Temos de estar sempre jogando no ataque", admitiu Martinez. "Não é porque o Marília ainda não tomou gol que temos de jogar pelo empate."

Diego Cavalieri segue a linha do companheiro, mas pede que os jogadores não percam o foco no setor defensivo. "É importante ter um equilíbrio, estar sempre bem postado", lembrou o goleiro do Palmeiras. "E quando tivermos a posse de bola temos de agredir, ir para frente."

Como virou titular nos últimos meses, depois das seguidas contusões de Marcos, Diego Cavalieri herdou a camisa número 1 que era do companheiro - Marcos passou a ser o número 12. "Pode ser até a camisa 1498, não tenho esta vaidade", afirmou Diego Cavalieri. "Minha preocupação é sempre ajudar a equipe."

Mascherano está perto do futebol italiano, diz jornal

Volante argentino pode ser negociado com a Juventus ou o Milan ainda neste mês, cogita-se na Inglaterra

EFE


LONDRES - O meia argentino Javier Mascherano, do Liverpool, está muito perto de se transferir para o futebol italiano para a próxima temporada, de acordo com seu empresário. O Liverpool precisa saldar 17 milhões de libras (cerca de 23 milhões de euros) para "segurar" Mascherano, ex-Corinthians e cujos direitos federativos pertencem à firma Media Sports Investments.

O técnico da equipe inglesa, Rafa Benítez, expressou nos últimos meses seu desejo de transformar a cessão do argentino em um contrato de longa duração. No entanto, a instável situação dos dirigentes, que estão à espera de um empréstimo que dê novo ânimo financeiro ao Liverpool, não ajuda a definir o futuro do jogador argentino em Anfield.

A imprensa britânica explica que o pagamento de Mascherano poderia ser feito em várias etapas. No entanto, o período de contratações no mercado de inverno está perto do fim, o que serviria, de acordo com o jornal The Sun, para aproximar o ex-jogador corintiano do futebol italiano.

"O Liverpool não fez nenhuma oferta para ficar com Javier e é provável que este vá para a Itália na próxima temporada", afirmou o empresário do jogador, Walter Tamer. Mascherano pretende permanecer no Liverpool, mas se o clube não fechar um acordo é muito provável que se torne alvo para equipes como Juventus ou Milan, ainda de acordo com o tablóide britânico.

Ronaldinho fora de jogo da Copa do Rei; Edmílson recebe alta

Se o meia-atacante segue não joga, o volante enfim retornará, embora ainda não possa jogar o tempo todo

EFE


BARCELONA - Ronaldinho Gaúcho e o lateral francês Eric Abidal estão fora da relação do técnico do Barcelona, Frank Rijkaard, para o jogo de quinta-feira contra o Villarreal, válido pela rodada de ida das quartas-de-final da Copa do Rei.

O jogador brasileiro, que disputou sua última partida pelo Barça em 23 de dezembro último, segue sem apresentar condições físicas, à espera de ser liberado de seu processo de recuperação a uma tendinite patelar. O francês Abidal, que realiza tratamento devido a uma lesão no pé, também ficou de fora da relação de Rijkaard.

Para o jogo contra o Villarreal, o meia Edmílson recebeu alta, embora, segundo o técnico holandês, não esteja disponível para atuar 90 minutos, assim como o atacante argentino Leo Messi, que já entrou em campo no segundo tempo contra o Racing Santander, no último fim de semana, pelo Campeonato Espanhol.

Rijkaard relacionou 18 jogadores para o confronto de amanhã, com dois tendo ainda de ficar de fora da lista. O técnico não deu pistas sobre os futuros "excluídos", afirmando apenas à imprensa que dois dos relacionados apresentam problemas físicos.

Os 18 jogadores do Barcelona relacionados são Víctor Valdés, José Manuel Pinto, Milito, Márquez, Puyol, Xavi, Gudjohnsen, Iniesta, Zambrotta, Henry, Edmílson, Giovanni, Messi, Deco, Thuram, Sylvinho, Oleguer e Bojan.

Corinthians aposta em Dentinho para vencer o Paulista

Atacante será titular no lugar de um meio-campista; intenção de Mano Menezes é tornar time ofensivo

Vítor Marques - Jornal da Tarde


Dentinho ganha a vaga de Marcel no time

Tiago Queiroz/AE

Dentinho ganha a vaga de Marcel no time

SÃO PAULO - A derrota por 3 a 1 para o São Caetano teve conseqüências diretas na escalação do Corinthians que hoje enfrentará o Paulista de Jundiaí, às 21h45, no Morumbi - com transmissão online do estadao.com.br. As principais mudanças feitas pelo técnico Mano Menezes se concentram no meio-de-campo, setor problemático do time. O meia Marcel, que defendeu o Paulista no ano passado, perdeu o lugar. Para corrigir problemas na criação, o treinador promoverá o meia-atacante Dentinho a titular, com era esperado.


"A saída do Marcel é de ordem técnica", afirmou Mano. "O Dentinho vem de uma seqüência positiva, o que aumenta nossa confiança nele", disse o treinador, referindo-se à boa entrada do jovem atacante nas duas partidas iniciais.

Essa não deverá ser a única alteração. Mano Menezes surpreendeu a todos ao acenar com a entrada de Everton Ribeiro. O lateral-esquerdo de 18 anos deverá jogar na meia.

Na estréia, o Corinthians venceu o Guarani, adversário que está na Série C do Brasileiro. No domingo, foi derrotado pelo São Caetano, rival direto na Série B. Nesta noite, vai encarar o Paulista, rebaixado para a Terceira Divisão do Nacional - e que começou muito mal o Paulista, com duas derrotas.

"Todos estão na Primeira Divisão do Campeonato Paulista. Vitória e derrota independem da Divisão em que esteja o time no Brasileiro", afirmou Mano Menezes, tentando tirar a pressão de seus jogadores.

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Presidente da Lusa diz que Leonardo está perto do Palmeiras

Segundo Manuel da Lupa, negócio depende apenas do acerto do pagamento da multa contratual à Lusa


Leonardo quer jogar no Palmeiras neste ano

Arquivo/AE

Leonardo quer jogar no Palmeiras neste ano

SÃO PAULO - O lateral-esquerdo Leonardo, da Portuguesa, depende apenas do acerto do pagamento da multa contratual para acertar sua transferência ao Palmeiras. A confirmação vem do presidente Manuel da Lupa, que evita divulgar o valor, mas cogita-se que com R$ 3 milhões livres para o clube o negócio será fechado. A distribuição do rateio será de 65% para a Lusa, o restante para o jogador e seu empresário, José Riva (35%).

"Falta apenas esse detalhe para acertamos. Não posso abrir mão de nada, senão vou dizer o quê ao conselho? Ele disse 'eu já dei a palavra, pode vir o Real Madrid que eu não desisto do Palmeiras' e vamos fazer a vontade do jogador. Eu acho que para resolver eles tem de abrir mão dos 35% e pagar o que a Portuguesa tem direito. Se eles pagarem, é o que eu receberia do CSKA, que estava tudo certo, mas eles desistiram", diz o dirigente, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Da Lupa conta ainda que teve propostas de outros times. Esteve, inclusive, perto de fechar com o Corinthians. "Daí o procurador disse que ele não jogava no Brasil e tive oferta boa do Corinthians, oferecia quatro jogadores... Ele é um bom menino, está com a gente há muito tempo e torço pelo sucesso dele".

O negócio deve ser fechado até esta quarta-feira. Leonardo não está jogando, mas segue treinando na Portuguesa. A negociação com o Palmeiras acontece através da Traffic, via o fundo de investimentos criado pela empresa para o jogador.

Carlos Alberto chega ao São Paulo e refuta fama de 'bad boy'

Meia quer apagar confusões do passado e promete empenho para conquistar a Libertadores

Giuliano Villa Nova - O Estado de S. Paulo


Carlos Alberto posa com a camisa 19, que usará na Libertadores e no Campeonato Paulista

J.F. Diorio/AE

Carlos Alberto posa com a camisa 19, que usará na Libertadores e no Campeonato Paulista

SÃO PAULO - Carlos Alberto fez duas promessas nesta segunda-feira, quando vestiu pela primeira vez a camisa do São Paulo: o comportamento polêmico ficou no passado e o time estará preparado para disputar a Copa Libertadores.


“É fácil rotular uma pessoa como bad boy, sem conhecê-la bem”, opinou. “Não sou aquele mesmo jogador do Corinthians, estou casado e tenho planos para minha família”, comentou, ciente de que a competição continental é o principal objetivo do clube do Morumbi este ano.

“Uma Libertadores não se ganha apenas com técnica e um passado glorioso. Esse foi o erro do Corinthians”, observou Carlos Alberto, eliminado do torneio em 2006, pelo River Plate, da Argentina, quando defendia o time do Parque São Jorge.

O jogador admite que cometeu muitos erros na carreira, mas também se acha perseguido por suas atitudes. “No Brasil, é comum esquecer o que uma pessoa fez de bom e só ver o lado negativo”, opinou. “Mas não devo satisfação para ninguém, quero estar feliz por jogar futebol, coisas que não tive nos últimos seis meses”, comentou Carlos Alberto.

PROBLEMAS
O período em que defendeu o Werder Bremen, da Alemanha, foi desastroso para a carreira do jogador de 23 anos. Além de perder visibilidade, sofreu com uma série de lesões: uma no joelho e duas na coxa, sem contar uma infecção na glândula tireóide, um distúrbio de sono e a dificuldade em se adaptar ao frio. Além disso, brigou com o jogador marfinense Sanogo e acabou afastado do elenco.

“Tudo isso me deixou mito estressado e deprimido”, conta. “Desde que cheguei ao São Paulo, além de ser bem recebido por todos, estou tendo o prazer de treinar sem dores e sem nenhuma lesão”, disse.

A receptividade e a estrutura que encontrou no São Paulo fazem Carlos Alberto pensar em prorrogar seu empréstimo - inicialmente, com duração até o mês de julho. “Quero ficar mais tempo, porque a estrutura que encontrei aqui não deve nada para muitos clubes da Europa”, disse o jogador, que também vestiu a camisa do Porto, de Portugal.

“Meu irmão (Fernando, volante que jogou em 2007 no São Paulo) já me falava maravilhas do clube e fiquei muito feliz com a chance de atuar aqui”, comentou. “Se fosse outro clube, pensaria duas vezes, mas, em se tratando do São Paulo, tudo se resolveu rapidamente.”

Se foi bem recebido pelos companheiros, Carlos Alberto espera ter o mesmo tratamento por parte da torcida - mesmo tendo defendido o rival Corinthians. Para isso, promete muita dedicação.

“Sou um lutador. Apesar de atuar do meio-campo para frente, se tiver de voltar para marcar e correr o tempo todo, vou fazer”, garantiu. “Posso não jogar bem, mas nunca vou deixar de me dedicar.”

A previsão da comissão técnica é a de que Carlos Alberto possa participar dos treinos coletivos em até 20 dias. Mas o jogador quer abreviar o tempo de espera. “Com cinco dias de treinos, já me sinto solto e quero entrar no time o quanto antes”, disse. “A ansiedade é normal.”

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Marília goleia Juventus e lidera o Paulistão

Time chega a seis pontos, como São Paulo e Ponte Preta, mas tem melhor saldo de gols que os rivais


MARÍLIA - Nem a estréia do veterano Vampeta, que entrou em campo aos 11 minutos do segundo tempo no lugar de Levi, evitou a derrota do Juventus para o Marília, por 4 a 0, neste domingo à noite, no Estádio Bento de Abreu, em Marília.

A goleada deixou o time na liderança do Paulistão 2008, com seis pontos, igual a Ponte Preta e São Paulo, mas melhor no saldo de gols - com seis contra três e dois, respectivamente, de seus perseguidores. O Juventus, com um ponto, ocupa a 18.ª posição.

Na terceira rodada, o Marília vai jogar, de novo, em casa diante do Palmeiras, quarta-feira, às 19h30. O Juventus jogará na quinta-feira, no Morumbi, com o Santos.

Bragantino se reabilita e deixa Guarani na lanterna

O Guarani ainda não acertou o pé no Campeonato Paulista. O time campineiro, que voltou este ano à elite estadual, sofreu a sua segunda derrota na competição, desta vez diante do Bragantino, por 2 a 0, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas. O resultado deixou o time campineiro na lanterna, enquanto o time de Bragança Paulista somou seus três primeiros pontos.

O Guarani volta a campo somente na quinta-feira, diante do Noroeste, em Bauru, a partir das 19h30. O Bragantino, na quarta-feira, volta a atuar diante de sua torcida recebendo o Rio Preto, que perdeu para o São Paulo, por 1 a 0, no Morumbi.

Guaratinguetá vence Noroeste com gol aos 49

Com um gol de Nenê aos 49 minutos da segunda etapa, o Guaratinguetá venceu o Noroeste pelo placar mínimo em pleno Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, e conquistou sua primeira vitória no Paulistão.

Com os três pontos conquistados, o Guará foi para a 11.ª colocação, com três pontos. Já o Noroeste segue sem vencer, na 16.ª colocação, com apenas um ponto.

Na próxima rodada, o Noroeste pegar o Guarani, quinta-feira, em Bauru. Já o Guará, enfrenta o Barueri, na quarta-feira, em casa, às 19h30.

Técnico Caiu o primeiro técnico no Paulistão

Caiu o primeiro técnico no Campeonato Paulista. Após a derrota em casa para o Guaratinguetá, a diretoria do Noroeste resolveu demitir o técnico José Carlos Fescina. O preparador físico Ademir Affonso assume o time até quinta-feira, data do jogo contra o Guarani.

O presidente do clube, Damião Garcia, visivelmente irritado, comentou a demissão. "Não deu certo. Ele não foi bem. Nós vamos procurar outras opções", ressaltou, sem dizer nomes. Márcio Bittencourt, do Juventus, é o mais cotado para assumir o cargo.

Vamos melhorar no campeonato, dizem corintianos

Técnico e jogadores do Corinthians dizem que ainda é cedo para avaliar real qualidade do time


Para Nano Menezes, São Caetano foi superior ao Corinthians na parte física

Filipe Araujo/AE

Para Nano Menezes, São Caetano foi superior ao Corinthians na parte física

MOGI MIRIM - Após a derrota para o São Caetano por 3 a 1, neste domingo, a opinião geral no Corinthians é de que o time ainda precisa melhorar, principalmente na defesa. Ainda segundo os corintianos o principal problema da equipe é a falta de treinamento.

"É claro que o time vai oscilar, principalmente na parte física, neste começo de ano. O São Caetano teve uma semana a mais de trabalho e foi isto o que fez a diferença hoje [domingo]", comentou o técnico Mano Menezes.

Um dos destaques do time, apesar de o Corinthians ter sofrido três gols, o zagueiro Chicão também culpou a falta de treinamento pela derrota. "O time pode jogar melhor do que isto. Faltou um pouquinho mais na marcação e precisamos conversar durante a semana para resolver estes problemas. Vamos melhorar durante o campeonato."

Outro que também detectou a uma grande diferença no rendimento do Corinthians, entre o jogo de quarta-feira e o deste domingo, foi o meia-atacante Dentinho. "Erramos coisas bestas que não fizemos contra o Guarani e que não podemos fazer daqui para frente. Isso atrapalha demais."

Real Madrid e Barcelona vencem pelo Espanhol

Time de Madri vence o clássico diante do Atlético por 2 a 0; Barça sofre, mas bate o Racing

Efe


Marcelo e Robinho comemoram com a torcida a vitória do Real Madrid no clássico de Madri

Susana Vera/Reuters

Marcelo e Robinho comemoram com a torcida a vitória do Real Madrid no clássico de Madri

MADRI - O Barcelona venceu neste domingo o Racing de Santander por 1 a 0, no Camp Nou, pela 20.ª rodada do Campeonato Espanhol, e se manteve na vice-liderança da competição, com 43 pontos. A equipe do técnico Frank Rijkaard voltou a apresentar um futebol de resultados, abrindo mão do espetáculo ao qual seus torcedores já estavam acostumados.


Lento e preguiçoso, o Barça custou a entrar no jogo, e passou os primeiros 30 minutos sem conseguir superar a marcação do Racing. Foi somente aos 31 que a equipe despertou de sua letargia, em jogada esperta de Henry, que se aproveitou de um erro do zagueiro César Navas para marcar o primeiro e único gol do Barça, que com o resultado se manteve a 7 pontos do líder Real Madrid.

O Real, por sua vez, desferiu hoje um duro golpe em seu rival Atlético de Madrid, ao vencer o clássico da capital espanhola por 2 a 0. A vitória do Real começou a ser construída com apenas 31 segundos de jogo, pelos pés do atacante brasileiro Robinho, que, após uma jogada que parecia perdida, recuperou a bola do zagueiro Pablo Ibañez, deu um drible e tocou nos pés de Raúl González, que botou no canto, sem defesa para o goleiro Abbiati.

A partir daí, o Atlético passou a pressionar em busca do empate, apoiado por sua torcida. Foi o Real, no entanto, que terminou ampliando. Após um córner cobrado por Sneijder, Ruud van Nistelrooy emendou de primeira, no ângulo de Abbiati. Com a vitória, o Real Madrid chega aos 50 pontos, e se isola ainda mais na liderança do Campeonato Espanhol.

Por sua vez, o Valladolid venceu hoje o Espanyol, uma das revelações da temporada, por 2 a 1, e chegou à sétima colocação. Os dois gols da equipe foram marcados pelo atacante Joseba Llorente, sendo o primeiro com apenas oito segundos de jogo, o segundo gol mais rápido da história do Campeonato Espanhol. Torrejón descontou para o Espanyol.

Já o Almería se afastou da zona de rebaixamento ao vencer em casa o Deportivo La Coruña por 1 a 0. A equipe anfitriã foi superior durante praticamente toda a partida, mas teve dificuldades para traduzir em gols seu maior volume de jogo. Ao fim, um gol de Polido, aos 42 minutos do segundo tempo, valeu ao time três importantes pontos, que lhe valeram a décima colocação.

O Zaragoza, décimo primeiro colocado, bateu o Murcia por 3 a 1, e afundou ainda mais a equipe, que com a derrota de hoje caiu para o décimo oitavo lugar. A partida marcou a estréia do novo técnico do Zaragoza, Ander Garitano, no estádio La Romareda.

Apesar das desconfianças iniciais da torcida, a equipe da casa apresentou um bom futebol, e chegou ao triunfo com gols do atacante brasileiro Ricardo Oliveira e do atacante argentino Diego Milito, que marcou duas vezes. Ivan Alonso descontou para o Múrcia.

Por sua parte, o Osasuna conseguiu uma importante vitória sobre o Athletic Bilbao, por 2 a 0, com gols do atacante cabo-verdiano Dady e do mexicano Vela. As duas equipes brigam para se afastar da zona de rebaixamento. Com a vitória de hoje, o Osasuna chegou aos 23 pontos, na décima quarta posição. Já o Athletic permanece com 22, no décimo quinto lugar.

Bétis e Recreativo ficaram no empate, em 1 a 1, resultado que deixou o Recreativo na beira do abismo do rebaixamento, na décima sétima colocação, com 22 pontos, mesmo número que o Murcia, décimo oitavo, que é superado, no entanto, no saldo de gols. O gol do Bétis foi marcado pelo atacante brasileiro Edu, ex-São Paulo.

Na outra partida do domingo, o lanterna Levante empatou com o Mallorca em 2 a 2. O Levante conquistou apenas 9 pontos em 20 rodadas, e está seriamente ameaçado pelo fantasma do rebaixamento.

No sábado, o Villarreal goleou por 3 a 0 o Valencia, com gols do francês Robert Pires, do espanhol Capdevila e do turco Nihat Kahveci. Na outra partida disputada no sábado, o Getafe surpreendeu e venceu o Sevilla por 3 a 2. Os gols do Getafe foram feitos por Javier Casquero, Juan Albín e Cosmin Contra. O atacante brasileiro Luís Fabiano e o sérvio Ivica Dragutinovic descontaram para o Sevilla.

Corinthians perde mais uma vez para o São Caetano

Time perde por 3 a 1 e sofre sua quarta derrota em seis jogos contra o rival, pelo Paulistão


Mano lamenta a derrota; muito trabalho pela frente no comando do Corinthians

Filipe Araujo/AE

Mano lamenta a derrota; muito trabalho pela frente no comando do Corinthians

MOGI-MIRIM - Mais uma vez o Corinthians sofreu nas mãos do São Caetano e novamente o time do ABC venceu. Neste domingo, no Estádio Papa João Paulo II, em Mogi Mirim, o time de Mano Menezes perdeu por 3 a 1, com grande atuação de Douglas.

Esta foi a quarta vitória do São Caetano em seis confrontos com o Corinthians pelo Campeonato Paulista. Os outros resultados foram de empate.

Com o resultado, o São Caetano chega a quatro pontos e supera o Corinthians, que permanece com três, na tabela de classificação.

Na próxima rodada, o Corinthians enfrenta o Paulista, no Morumbi, na quarta-feira. No mesmo dia, o São Caetano visita a Portuguesa, no Jaime Cintra, em Jundiaí.

São Caetano vence ainda no primeiro tempo

O Corinthians começou tomando um grande susto. Aos 14, depois de um lançamento longo, o goleiro Felipe saiu mal e a bola sobrou para Rafinha, que tocou para o gol. Por sorte, Chicão conseguiu acompanhar a jogada e tirou quase sobre a linha.

O pesadelo se tornou realidade aos 19. Hernani descolou um ótimo lançamento para Fabio Luis, que entrou livre pelo meio da área e tocou na saída do goleiro Felipe para fazer 1 a 0 para o São Caetano.

O primeiro gol deu moral ao São Caetano que marcou o segundo ainda no primeiro tempo. Aos 32, Douglas bateu falta na área e Acosta desviou de cabeça para marcar contra. O árbitro deu o gol para Edson Borges, que estava na jogada com o corintiano.


No segundo tempo, com a entrada de Lulinha e Dentinho nos lugares de Eduardo Ratinho e Marcel, respectivamente, o Corinthians finalmente acordou.

Logo aos três minutos, Lulinha fez boa jogada pela esquerda e passou para Andre Santos, que recebeu na área, fez o giro sobre a marcação e bateu forte. A bola explodiu no travessão, na trave e saiu.

Jogando no contra-ataque, o São Caetano praticamente definiu o jogo aos 26, quando Andrezinho recebeu na frente e rolou para Luan, que invadiu a área e tocou na saída de Felipe.

No apagar das luzes, o Corinthians ainda teve forças para fazer o seu golzinho de honra, obra dos seus dois garotos. Aos 41, Lulinha bateu escanteio, William desviou e Dentinho completou para o gol.

São Paulo admite que cansaço atrapalhou o time

Para o técnico Muricy Ramalho, a falta de ritmo atrapalhou os jogadores na vitória sobre o Rio Preto


Ramalho gostou da vitória por 1 a 0 no Morumbi

Alex Silva/AE

Ramalho gostou da vitória por 1 a 0 no Morumbi

SÃO PAULO - Pior do que sofrer com a implacável marcação do Rio Preto foi o São Paulo superar o cansaço que dominou o time no segundo tempo. Mesmo assim, o time são-paulino conseguiu a segunda vitória no Campeonato Paulista, ao fazer 1 a 0 com o gol de Souza aos 43 minutos. Nem as duas alterações feitas pelo técnico Muricy Ramalho no intervalo serviram para dar novo fôlego à equipe. E até mesmo Jorge Wagner, um dos mais bem preparados do elenco, cansou.

"No segundo jogo, o pessoal tende a sentir mais o cansaço pelo curto espaço de tempo que tivemos. E a tendência é que isso se prolongue para o jogo de quarta-feira [contra o Ituano, em Itu], já que não teremos muito tempo novamente. Só para o jogo de domingo [contra o Corinthians], o time estará mais descansado", admitiu o capitão Rogério Ceni.

"O time sentiu falta de ritmo, o que é normal", reforçou Muricy. "Não fomos nada bem no primeiro tempo e melhoramos demais na etapa complementar."

O gramado pesado por conta da chuva que castigou a cidade e a retranca do Rio Preto contribuíram ainda mais para o desgaste do São Paulo, que ainda corre contra o tempo para engrenar depois de 35 dias de férias.

"Foi muito difícil. A gente começou a todo vapor, mas um pouco desorganizado. Tivemos que ter paciência para nos acertarmos. Mas o gol saiu para nossa felicidade depois de insistirmos bastante", afirmou o volante Hernanes.

Muricy fez questão de deixar claro que a ausência de Aloísio foi por causa apenas de dores no púbis - que já tinham tirado o atacante do treino de sábado. Nada teve a ver com a proposta do futebol árabe. Pelo contrário. Ele jura que o jogador seguirá no Morumbi. "Foi me passado que ele não sai mais. Já acertou para ficar", garantiu o treinador.

A permanência de Aloísio é mais uma vitória do treinador, que bateu o pé para ele ficar, já que no meio do ano Adriano retornará a Inter de Milão. "Trabalhar com um número de jogadores menor do que já estamos ficaria complicado para um time que jogará duas competições simultaneamente", lembrou Rogério Ceni.

Chilavert acusa futebol brasileiro de vetar jogos na altitude

Para o ex-goleiro do Paraguai, clubes como o Flamengo são os responsáveis por uma 'grande injustiça'

EFE


Evo Morales e Chilavert (direita) antes do ato

Martín Alipaz/EFE

Evo Morales e Chilavert (direita) antes do ato

LA PAZ - O ex-goleiro da seleção paraguaia José Luis Chilavert afirmou neste domingo em La Paz que o veto da Fifa a jogos na altitude "está sendo causado pelos brasileiros", e que se está cometendo uma "grande injustiça" com a Bolívia.

Chilavert e o presidente da Bolívia, Evo Morales, ofereceram uma entrevista coletiva em La Paz após participarem de um ato durante a partida entre Bolívar e The Strongest, que deu início ao Campeonato Boliviano. "Os brasileiros não gostam de jogar na altitude", disse o ex-goleiro. Chilavert afirmou ainda que o que a Fifa está fazendo ao vetar vários estádios da Bolívia é uma "grande injustiça" e uma "aberração".

O Flamengo pediu recentemente que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva revise sua decisão de apoiar a Bolívia em sua campanha contra o veto imposto pela Fifa a jogos em locais a mais de 2.750 metros acima do nível do mar. A decisão prejudica a realização de jogos internacionais no estádio Hernando Siles, de La Paz, situado a 3.577 metros acima do nível do mar.

Morales afirmou que, além de Lula, conversou nos últimos dias com seus colegas da Venezuela, Hugo Chávez, e Paraguai, Nicanor Duarte, que lhe apoiaram na luta contra o veto. O presidente boliviano afirmou ainda acreditar que a Fifa vai mudar de opinião sobre jogos na altitude.

"Continuo acreditando no presidente da Fifa (Joseph Blatter), porque conversei com ele, que se comprometeu a resolver a questão", disse Morales, que afirmou que a principal entidade do futebol mundial deve revisar suas decisões "pelo bem" da prática deste esporte. "A Fifa é maior que a ONU, pela universalidade do futebol. Tenho certeza de que vai compreender nossa reivindicação", concluiu o governante boliviano.

Ronaldinho Gaúcho se recupera e faz treino intenso no Barça

Jogador brasileiro, que não atua desde o dia 23 de dezembro, realiza exercícios físicos de força e resistência

Efe


BARCELONA - O meia-atacante brasileiro Ronaldinho Gaúcho deu nesta segunda-feira um passo importante para voltar a trabalhar com os outros jogadores do Barcelona. Ele participou de um intenso treino de recuperação no centro de treinamento de La Masía, no qual combinou exercícios de força e de resistência.

Ronaldinho Gaúcho, que jogou sua última partida pela equipe catalã no dia 23 de dezembro de 2007, sofreu uma tendinite patelar. Nesta segunda-feira, o brasileiro forçou um pouco mais e cumpriu uma exigente sessão de trabalho físico.

O brasileiro não disputou as seis últimas partidas do Barça, completando o seu maior período afastado da equipe catalã.

Ronaldinho Gaúcho deu arrancadas e realizou trabalho de força e de resistência no mesmo local no qual o restante da equipe completou um trabalho de recuperação após o jogo de domingo à noite contra o Racing de Santander pelo Campeonato Espanhol.

Tom Hicks afirma que não venderá suas ações do Liverpool

Magnata texano, que é co-proprietário da equipe inglesa, desmente contatos com grupo investidor de Dubai

Efe


LONDRES - O norte-americano Tom Hicks, co-proprietário do Liverpool, afirmou nesta segunda-feira que não tem intenção de vender suas ações do clube.

Desde o último final de semana, a atenção da mídia em Liverpool se concentrou na possibilidade de o braço investidor do Governo de Dubai, o Dubai International Capital (DEZ), comprar parte ou todas as ações de Tom Hicks e de George Gillett.

"Não recebi oferta alguma do DEZ nem de ninguém para adquirir o clube e menos ainda aceitaria uma negociação", afirmou o magnata texano, que acrescentou: "Não tenho intenção alguma de fazer isto".

Os planos de Hicks e Gillett passam por refinanciar a dívida contraída com um banco britânico e, para isto, pretendem conseguir um novo empréstimo que lhes permita enfrentar o compromisso anterior e avançar com os planos de construção de um novo estádio.

Em todo caso, segundo a BBC, a empresa dos Emirados Árabes sabe que os dois milionários poderiam vender sua participação antes de refinanciar a dívida. Desta forma, a DEZ já teria preparada uma oferta de cerca de 540 milhões de euros (R$ 1,4 bilhão), para adquirir a equipe.

No entanto, Hicks chamou a informação divulgada no último fim de semana de falsa e confirmou o "compromisso total" de sua família para continuar com sua etapa no Liverpool.

"Ninguém em minha família jamais expressou intenção alguma ou desejou vender nossa participação no clube. Esperamos e temos a intenção de ser co-proprietários da equipe e apoiar de forma ativa e com entusiasmo o treinador, os jogadores e os torcedores durante muitos anos mais", concluiu.

CBF lança camisa azul inspirada no título do Mundial de 1958

Camisa comemorativa, que custará cerca de R$ 250, será utilizada no amistoso contra a Suécia em março



Sergio Moraes/Reuters

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) apresentou nesta segunda-feira a camisa azul que será utilizada pela seleção no amistoso contra a Suécia, no dia 26 de março. O lançamento contou com a presença de dois grandes nomes do futebol: Zito (esquerda) e Djalma Santos.


Sergio Moraes/Reuters

A camisa, inspirada na conquista do título mundial de 1958, o primeiro do Brasil (camisa original nas mãos de Djalma Santos), deve chegar às lojas ao preço de R$ 250. O amistoso contra a Suécia (rival da decisão de 1958) acontecerá em Londres.

Acosta diz que não se importa com vaias da torcida

Ainda sem ritmo de jogo, atacante uruguaio marca gol contra na derrota para o São Caetano por 3 a 1


Acosta não teve um bom ritmo de jogo

Filipe Araujo/AE

Acosta não teve um bom ritmo de jogo

SÃO PAULO - Depois de marcar um gol contra na partida contra o São Caetano, o atacante uruguaio Acosta disse que não se importa com as vaias da torcida. Para o jogador, o Corinthians evoluirá dentro da competição conforme os atletas adquirirem entrosamento.

"No futebol, quando você ganha é aplaudido, mas quando perde é vaiado", contou o uruguaio, que marcou o gol contra de cabeça. "Sei que estamos no começo da temporada e que o time vai evoluir."

Para Acosta, a torcida vai comparecer em bom número no Morumbi para o próximo confronto no Paulistão, contra o Paulista de Jundiaí, na quarta-feira. "Os torcedores vão nos apoiar. A derrota para o São Caetano não vai interferir."

Já Dentinho, destaque apesar do tropeço, pediu um pouco mais de paciência aos torcedores. "Só temos 16 dias de trabalho. Ainda é cedo para falar de pressão, mas tenho certeza de que os resultados vão aparecer".

O São Caetano tornou-se uma "pedra no sapato" do Corinthians. Em seis confrontos pelo Paulistão, a equipe de Parque São Jorge nunca conseguiu vencer os rivais: foram cinco derrotas e um empate.

sábado, 19 de janeiro de 2008

Jogador francês sobrevive a ataque cardíaco em campo

REUTERS


REIMS - Ex-jogador do Birminghan City, Marco Randriana está internado se recuperando de um ataque cardíaco que sofreu durante jogo de seu time Niort, em Sedan, pela segunda divisão do Campeonato Francês, declarou, neste sábado, o porta-voz do hospital de Reims.

O meio-campista de 24 anos teve um colapso aos 23 minutos de partida, que foi disputada na sexta-feira à noite.

"Eles, provavelmente, salvaram a vida dele. Ele recuperou a consciência na ambulância enquanto estava sendo levado ao hospital de Reims. Suas condições agora estão estabilizadas, mas ele permanecerá sob observação por alguns dias", afirmou o porta-voz.

Nos últimos anos, houve um grande número de mortes no futebol relacionadas a ataques cardíacos.

O meio-campista do Sevilha, Antonio Puerta, um dos jogadores mais promissores da Espanha, morreu em agosto passado três dias após ter sofrido parada cardíaca durante um jogo do Campeonato Espanhol.

O camaronês Marc-Vivien Foe sofreu um ataque e morreu durante uma partida da Copa das Confederações em 2003.

Entre as outras vítimas estão Miklos Feher, do Benfica, em janeiro de 2004, o zagueiro Serginho, do São Caetano, em outubro do mesmo ano quando disputava uma partida contra o São Paulo pelo Campeonato Brasileiro, e Hugo Cunha, do União Leiria, em Portugal, em 2005.

Phil O'Donnell, do Motherwell, morreu no mês passado depois de sofrer um ataque cardíaco já quase no final da partida contra o Dundee United, válida pelo Campeonato Escocês.

Messi volta de lesão e reforça Barcelona no domingo

Recuperado de lesão muscular, atacante argentino volta a equipe depois de mais um mês fora

Efe


BARCELONA - O atacante Lionel Messi, do Barcelona, se recuperou da lesão muscular sofrida há pouco mais de um mês e foi relacionado para a partida deste domingo, em que o clube, em casa, vai enfrentar o Racing Santander pelo Campeonato Espanhol. O argentino, que treinou normalmente durante a semana, foi liberado pelos médicos e é a principal novidade da lista.

Outras novidades são o goleiro José Manuel Pinto, comprado do Celta, mas que deverá ficar no banco, e o lateral Oleguer, que volta recuperado de lesão que o deixou quase dois meses fora da equipe.

Entre os relacionados, o técnico Frank Rijkaard incluiu o lateral-esquerdo brasileiro Sylvinho e o meia brasileiro naturalizado português Deco. Ronaldinho Gaúcho, com dores no joelho, continuou de fora.

Vice-líder, o Barcelona precisa da vitória para tentar diminuir a diferença de sete pontos que o separa do Real Madrid.